Certidão de óbito de diplomata é retificada após ser considerado vítima da ditadura militar

Comissão Nacional da Verdade

Publicado em 23/09/2018 - 17:23 Por Sumaia Villela - Brasília

O diplomata José Pinheiro Jobim, morto em 1979, foi considerado oficialmente uma vítima da ditadura militar. Os agentes da repressão que assassinaram Jobim tinham simulado um suicídio. A certidão de óbito trazia causa da morte indefinida. O documento foi retificado e, na sexta-feira (21), foi entregue para a filha dele, Lygia Jobim.

 

De acordo com relatório da Comissão Nacional da Verdade, o diplomata foi sequestrado em março de 1979, no bairro em que morava, Cosme Velho, no Rio de Janeiro. Foi mantido em cativeiro e torturado durante interrogatórios. Dois dias depois do sequestro, no dia 24 de março, José Jobim foi encontrado pendurado em uma árvore pequena, no canteiro central da avenida da Barra da Tijuca. Suas pernas estavam curvadas e tocavam o chão.

 

O diplomata já era aposentado em 1979. Ele fez longa carreira no Itamaraty, representando o Brasil no Vaticano, na Argélia e no Marrocos, por exemplo. Uma das missões de que participou foi a negociação entre Brasil e Paraguai para a construção da hidrelétrica de Itaipu, na época do governo de João Goulart, o presidente que sofreu o golpe de 1964.

 

A ditadura deu novo caminho à negociação e fechou acordo com o Paraguai para dividir a posse da hidrelétrica e arcar com 100% dos custos de construção. Itaipu custou 17 bilhões de dólares.

 

Na época em que foi assassinado, José Jobim escrevia suas memórias e afirmava possuir provas de superfaturamento na construção de Itaipu.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Programa Caixa Mais Brasil chega à 100ª edição neste sábado

Durante este fim de semana, a Caixa Econômica Federal promove mais uma edição do programa Caixa Mais Brasil.

Baixar arquivo
Geral

Covid-19: projeto no DF oferece apoio psicológico a enlutados

Lidar com a morte é um processo doloroso. E desde o início da pandemia do coronavírus, por causa das medidas de segurança e distanciamento social, nem sempre quem perde um ente querido encontra uma rede de apoio para enfrentar esse momento.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Pandemia coloca 9 milhões de crianças em risco de trabalho infantil

Os dados estão no relatório do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) publicado para marcar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado neste sábado, 12 de junho

Baixar arquivo
Saúde

Estado do Rio de Janeiro permanece com risco moderado para covid-19

O Mapa de Risco Covid-19 manteve a classificação geral na bandeira laranja, mas segundo o estudo, houve melhora no cenário epidemiológico em seis regiões.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz recebe insumo para a produção de 6 milhões de doses da vacina

A Fiocruz recebe neste sábado (12) mais um lote de IFA para a produção da vacina contra a covid-19. O insumo deverá desembarcar no final da tarde no Rio de Janeiro.

Baixar arquivo
Saúde

SUS vai oferecer exame rápido para detecção de meningite criptocócica

O teste que detecta fungos que atacam o sistema nervoso foi incorporado ao SUS e publicado nesta sexta-feira (11).

Baixar arquivo