MEC vai repassar recursos para identificação de ossadas do cemitério de Perus

Cemitério de Perus

Publicado em 21/09/2018 - 20:32 Por Eliane Gonçalves - São Paulo

Em audiência de conciliação no Tribunal Regional Federal da 3ª região, o Ministério da Educação se comprometeu repassar, em outubro, 200 mil reais para o CAAF, Centro de Antropologia e Arqueologia Forense.


O centro, ligado à Unifesp, Universidade Federal de São Paulo, é responsável por identificar mais de mil ossadas encontradas em 1990, em uma vala clandestina no cemitério de Perus, na capital paulista. O cemitério foi usado durante a ditadura militar para enterrar os corpos de ativistas políticos mortos pelo regime e que hoje constam como desaparecidos políticos.


Em acordo firmado no final do ano passado, o CAAF deveria ter recebido 600 mil reais para custear a identificação das ossadas. O ministério de Direitos Humanos, a Unifesp e o MEC ficaram responsáveis pelos repasses. Até agora, apenas a Unifesp e a pasta dos direitos humanos repassaram os recursos. 200 mil cada.


Durante a audiência, a representante do MEC, Daniela Godoy, explicou que a liberação dos recursos dependia de autorização do Ministério do Planejamento e que isso deve ocorrer no mês que vem.


Segundo a Professora Raiane Assumpção, pró reitora de extensão e cultura da UNIFESP, responsável pelo CAAF, é possível cumprir o prazo para identificação das ossadas, desde que os prazos para os repasses de recursos também sejam cumpridos.

 

Das 1047 ossadas localizadas na vala, foram analisadas 100 amostras e identificado o corpo de um desaparecido político, Dimas Antônio Casemiro, dirigente do Movimento Revolucionário Tiradentes, morto em abril de 1971. Na ultima semana, foram enviadas outras 250 amostras para análise genética, a última etapa de um processo longo. Só seguem para análise as amostras que já apresentam características compatíveis, explica a professora.

 

33 famílias de desaparecidos políticos já tiveram amostras sanguíneas coletadas para comparação com os resultados da análise genética.


No dia primeiro  de outubro foi marcada uma nova reunião de conciliação. Dessa vez,  com o governo de São Paulo que se comprometeu a indicar legistas do IML do estado que pudessem ajudar no trabalho de identificação, mas até agora isso não aconteceu.

Últimas notícias
Segurança

PF prende 24 pessoas em operação contra pornografia infantil

24 pessoas foram presas na segunda fase da operação Lobos, realizada pela Polícia Federal, nesta sexta-feira, para reprimir abuso sexual infantil na darkweb. Os sites eram utilizados por quase 2 milhões de usuários, em todo o mundo.

Baixar arquivo
Segurança

Argelino vira réu por apologia ao nazismo

O cidadão argelino Abdessalem Martani, que vive no Brasil , se tornou réu por publicar imagens que fazem apologia ao nazismo no Facebook.

Baixar arquivo
Saúde

Mais de 30 países já notificaram casos da Ômicron

Por ter uma maior facilidade de transmissão, a nova cepa do coronavirus tem sido apontada pela África do Sul como determinante no agravamento da quarta onda vivida no país. .

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Motoristas recebem notificação antecipada de multas em novo serviço

As mensagens começaram a ser enviadas esta semana por e-mail, SMS e pelo aplicativo gov.br. Esse serviço, chamado de Notifica gov.br, ainda está em operação-piloto e deverá ser ampliado para outras áreas. 

Baixar arquivo
Saúde

Paciente do RJ testa negativo para variante Ômicron

Paciente de 29 anos, que chegou ao Rio vinda recentemente de uma viagem à África do Sul, estava sob suspeita de infecção pela Ômicron, nova variante do coronavírus.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Prêmio de Acessibilidade reconhece iniciativas de inclusão de PCDs

Programa de instituto da Baixada Fluminense que oferece livros com linguagem inclusiva, como em Libras, e ação da prefeitura de João Pessoa que proporciona banho de mar acessível, passeio de caiaque e vôlei sentado foram algumas iniciativas premiadas.

Baixar arquivo