Mutirão para requalificação civil de pessoas trans é realizado no Rio

Publicado em 28/06/2022 - 12:10 Por Cristiane Ribeiro - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, nesta terça-feira, 28 de junho, está sendo lembrado na cidade do Rio de Janeiro com diversas atividades e ações de promoção ao orgulho e de combate ao preconceito.

No campus Manguinhos, da Fundação Oswaldo Cruz, a programação começou às 10h, com palestras sobre o enfrentamento às desigualdades e formas de violência.

As atividades seguem com o mutirão para a requalificação civil de pessoas trans. A ação faz parte do projeto Justiça Itinerante do Tribunal de Justiça do Rio que tem a parceria do Núcleo de Defesa dos Direitos Homoafetivos  e Diversidade Sexual da Defensoria Pública do estado.

A defensora Mirela Assad, coordenadora do Nudiversis, explicou que a requalificação civil significa inclusão social de uma pessoa que passa a ter documentos que condizem com a sua identidade de gênero e com o seu nome, passando, então, a exercer seus direitos civis, como assinar sua carteira de trabalho ou firmar um contrato social.

Mirela destaca que neste mutirão, será feita a segunda requalificação civil pós-mortem no estado. Ela considera a ação muito importante para as pessoas trans que não têm uma identidade como se reconhecem.

A prefeitura do Rio montou um stand na Praça Mauá, no centro, para cadastrar a população LGBTQIA+ que precise de acolhimento e de atenção básica de saúde, assistência jurídica e psicológica.

Já o Metrô Rio vestiu uma das escadas da estação General Osório, em Ipanema, na zona sul, com a bandeira símbolo da luta pelos direitos LGBTQIA+.

O local foi escolhido por dar acesso à Praia de Ipanema, eleita a segunda melhor do mundo para o público gay.

O Dia Internacional do Orgulho Gay foi criado em 28 de junho de 1969 e lembra um dos episódios mais marcantes na luta da comunidade gay pelos seus direitos: a rebelião de Stonewall Inn, em que a comunidade se revoltou contra invasões da polícia de Nova Iorque aos bares que eram frequentados por homossexuais.

Edição: Leila Santos/Edgard Matsuki

Últimas notícias
Geral

Frente fria avança pelo litoral da região Sudeste

A frente é acompanhada por uma massa de ar polar que reduziu as temperaturas no Rio Grande do Sul e Santa Catarina em até 10 ºC.

Baixar arquivo
Saúde

Anvisa libera uso obrigatório de máscaras em aviões e aeroportos

A análise técnica da Anvisa apontou que a flexibilização do uso de máscaras não vai resultar em um aumento no número de mortes pela doença.

Baixar arquivo
Economia

Consórcio privado vence leilão para gerir 454 km de rodovias em MG

O consórcio formado pelas empresas Equipav e Perfin arrematou em pouco mais de R$ 377 milhões o valor da concessão. Grupo já havia vencido outro leilão na semana passada. 

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Estudo revela quais insumos da amazônia são mais pesquisados no país

Açaí, tucumã e buriti são os que mais apareceram em pesquisas científicas publicadas nos últimos cinco anos por instituições de pesquisa brasileiras sobre matérias-primas da região, segundo a empresa World-Transforming Technologies.

Baixar arquivo
Esportes

Tenista Bia Haddad sofre derrota no 1º Jogo do WTA 1000 de Toronto

E no dia 27 de agosto, Berlim na Alemanha recebe o Mundial IAU de 100 quilômetros. Para representar o Brasil, a Confederação Brasileira de Atletismo convocou dez atletas, cinco no naipe feminino e cinco no masculino.

Baixar arquivo
Economia

Leilão de oferta permanente de partilha será em 16 de dezembro

O regime de partilha é aquele em que as empresas contratantes são obrigadas a reservar uma parte do óleo extraído dos poços de petróleo para a União.

Baixar arquivo