Maior festa religiosa do país movimenta economia do Pará

Publicado em 08/10/2015 - 10:11 Por Ariane Póvoa - Brasília (DF)

Em Belém, algumas perspectivas econômicas para o período do Círio de Nazaré estão divergentes.

 

A Câmara de Dirigentes Logistas (CDL) em Belém - prevê queda de até 7% no comércio, durante as festividades, na comparação com o mesmo período do ano passado.

 

De acordo com o presidente da entidade, Álvaro Cordoval de Carvalho, o motivo é a crise econômica, que gerou desemprego em diversos setores.

 

Sonora: "Nossa perspectiva para o Círio de 2015, em relação ao Círio de 2014, é que tenhamos um movimento comercial menor, em torno de 5 a 7%, em termo de movimento de vendas. O desemprego é um forte motivo. Em função da crise, foi ocasionado."

 

Álvaro de Carvalho analisa a disponibilidade de vagas na hotelaria e no setor de passagens aéreas.

 

Sonora: "Nós ainda temos vagas na rede hoteleira de Belém. Nos anos anteriores, a essa época, já não se tinha mais vagas. Nós também ainda temos vagas nos voos que vem para Belém em função do Círio, considerando, claro, os voos extras, esse ano em uma proporção menor do que os anos anteriores."

 

Já o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) do Pará estima aumento de 3% na participação de turistas no Círio de Nazaré 2015.

 

Segundo o Dieese, cerca de R$ 1 bilhão devem ser injetados na economia paraense este ano durante as festividades, o que corresponde a um aumento de 9,5% em relação a 2014.

 

O diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Pará, César Coimbra, disse que o Círio de Nazaré é sempre uma época bastante aguardada pela rede de hotelaria.

 

Sonora: "A cidade ela conta com 14 mil e 500 leitos, em 85 hotéis. Os hotéis são ocupados em torno de 95% da sua taxa de ocupação, então durante o ano todo a hotelaria aguarda ansiosamente esse período porque é um acréscimo na sua receita muito bom."

 

O Círio de Nazaré em Belém do Pará é considerada a maior manifestação religiosa católica do país. A romaria principal, acontece todo segundo domingo de outubro e reúne cerca de dois milhões de pessoas. Outros eventos fazem parte do calendário festivo. O período é apontado como o melhor para o comércio, depois do Natal.

Últimas notícias
Economia

Inflação medida pelo IGP-DI tem ligeira desaceleração, diz FGV

O IGP-DI, Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna, medido pela Fundação Getúlio Vargas, registrou inflação de 0,62% em junho, percentual inferior ao apurado em maio, quando fechou em 0,69%.

Baixar arquivo
Geral

Brasil pode ser reconhecido como produtor mundial de chocolates finos

O Brasil está a caminho de ser reconhecido mundialmente como produtor de chocolate finos. Em 2019, recebeu o selo de país 100% exportador de cacau fino e de aroma da Organização Internacional do Cacau.

Baixar arquivo
Geral

PF investiga suspeitos de crimes e fraudes contra a Previdência Social

Os agentes cumprem nove mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Baixar arquivo
Geral

Brasil produziu 700 mil toneladas de chocolate em 2021

No Dia Mundial do Chocolate (06) é importante dizer que a iguaria não é só muito gostosa. Também oferece benefícios à saúde, se consumido com moderação.

Baixar arquivo
Economia

Pesquisa da CNC aponta que população brasileira está menos endividada

O percentual de endividados registrou, em junho, o segundo recuo seguido após alta recorde da série histórica em abril deste ano.

Baixar arquivo
Justiça

PF realiza três operações contra garimpo ilegal de ouro no Brasil

As investigações da Operação Ganância começaram em fevereiro de 2021 após uma denúncia envolvendo empresas de Porto Velho, capital de Rondônia, do ramo da saúde, com acusações de lavagem de dinheiro e licitações fraudulentas ligadas ao garimpo irregular na região. 

Baixar arquivo