FGV aponta peso maior da inflação para pessoas da terceira idade

Gastos especiais

Publicado em 11/10/2019 - 18:02 Por Raquel Júnia - Rio de Janeiro

O custo de vida tem sido mais alto para as famílias com mais integrantes idosos do que para os outros tipos de arranjos familiares. O Índice de Preços ao Consumidor da Terceira Idade, IPC-3i, registrou 3,78% em 12 meses, enquanto a taxa acumulada pelo IPC-BR, que mede a inflação geral da cesta de consumo das famílias, ficou em 3,51% no mesmo período. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira pela Fundação Getulio Vargas.

 

O resultado do terceiro trimestre, no entanto, foi mais favorável para essas famílias do que o verificado no segundo trimestre. O índice ficou 0,49 ponto percentual mais baixo, de 0,97% para 0,48%. A queda nos preços foi verificada em seis das oito classes de despesas componentes do índice, com destaque para alimentação, que passou de 0,02% para -1,76%. O item que mais influenciou o comportamento desta classe de despesa foi o de hortaliças e legumes.

 

O economista do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (IBRE/FGV), André Braz, explica que a dependência de certos produtos e serviços na terceira idade torna o custo de vida mais caro para as famílias com maior concentração de pessoas com mais de 60 anos em relação aos outros tipos de família.

 

“Algumas despesas para o idoso, como plano de saúde, a receita do remédio que ele não pode abrir mão, alimentação in natura, mais leve, e a necessidade de gastar em transporte público que não é o de massa – ele depende mais de táxi, um meio com mais conforto – e também tem a parte de empregado doméstico. Em geral o idoso precisa de auxílio para as tarefas do lar. Então a despesa do idoso é especial, ele requer cuidados e necessidades que a média da população mais nova que, quando usa, usa menos”.

 

O resultado do trimestre terminado em setembro também apresentou recuo devido a quedas de preços nos grupos saúde e cuidados pessoais, transportes, educação, leitura e recreação, vestuário e despesas diversas. Já os grupos habitação e comunicação apresentaram aumento de preços.

Últimas notícias
Pesquisa e Inovação

Fiocruz celebra 122 anos com histórias de sucesso e projetos de futuro

Em 122 anos a fundação cresceu e está presente em todas as cinco regiões do Brasil, com núcleos em dez estados, além do Distrito Federal e ainda tem parcerias com instituições científicas de 50 países.

Baixar arquivo
Saúde

Amazonas: Oftalmologia Humanitária realizará cirurgias e doará óculos

Os moradores dos municípios de Barcelos, Santa Isabel e Novo Airão, no Amazonas vão receber atendimentos oftalmológicos de graça a partir deste domingo até o dia 7 de junho.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

ONU pede investigação "célere e completa" sobre morte em ação da PRF

Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morreu depois de ser colocado por agentes da PRF dentro de uma viatura de onde saía muita fumaça. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar a causa da morte como asfixia..

Baixar arquivo
Geral

Ao menos 33 pessoas morrem por causa das chuvas em Pernambuco

Uma única ocorrência neste sábado causou 19 óbitos: um deslizamento de barreira em uma comunidade na zona sul do Recife.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Dia da Dignidade Menstrual alerta para falta de acesso a itens básicos

Este sábado (28) é o Dia Internacional da Dignidade Menstrual, data que chama a atenção para a urgência de se garantir o acesso a itens de higiene, infraestrutura adequada e informação.

Baixar arquivo
Economia

Por liminar, justiça suspende demissões na Caoa Chery em Jacarei - SP

Segundo decisão da justiça do trabalho as dispensas coletivas precisam de prévia negociação considerando o impacto social que causam. A empresa tem prazo de cinco dias para o cumprimento da medida sob pena de multa de R$ 50 mil por dia. 

Baixar arquivo