Boeing cancela compra da Embraer

Aviação

Publicado em 25/04/2020 - 14:55 Por Sayonara Moreno - Brasília

No último dia do prazo para a rescisão do contrato, a empresa multinacional norte-americana de desenvolvimento aeroespacial, Boeing cancelou o contrato de compra da fabricante brasileira de aeronaves, a Embraer.

 

O acordo para a criação de uma nova empresa, anunciado em 2018, previa o pagamento de US$ 4,2 bilhões por parte da Boeing, para ter o controle de 80% da companhia brasileira.

 

Segundo a Boeing, o contrato de transações buscava estabelecer um novo patamar de parceria estratégica, mas a transnacional estadunidense alega que a brasileira Embraer  “não atendeu as condições necessárias”. Em nota divulgada, a Boeing afirma que o objetivo era “resolver as pendências” das condições do contrato “até a data de rescisão inicial”, o que não aconteceu, na avaliação da gigante norte-americana.

 

Após o acordo ser cancelado, a Embraer informou, em nota, que a Boeing “rescindiu indevidamente o acordo global da operação” e “fabricou falsas alegações, como pretexto para tentar evitar seus compromissos de fechar a transação” e não pagar o valor da compra, superior a US$ 4 bilhões. Ainda na nota, a fabricante brasileira acredita estar em “conformidade com suas obrigações previstas” no acordo e que “cumpriu todas as condições necessárias previstas até o fim do prazo para rescisão, nessa sexta-feira. Por fim, a Embraer informa que vai tomar “medidas cabíveis contra a Boeing, pelos danos sofridos como resultado do cancelamento”.

 

O acordo previa parcerias para aviação comercial e, também, novos mercados para a aeronave de transporte aéreo médio e mobilidade, chamada Millenium. Essa parceria, ainda de acordo com a Boeing, foi aprovada por todas as atividades regulatórias, exceto a Comissão Europeia. Agora, apesar da rescisão contratual, a Boeing informou que vai manter o contrato vigente com a Embraer, em relação à comercialização e manutenção da aeronave Millenium, assinado em 2012 e ampliado em 2016.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo