Artistas e ambulantes: categorias mais atingidas pelo desemprego na pandemia se reinventam

Desemprego na pandemia

Publicado em 02/08/2020 - 07:32 Por Carol Barreto - Rio de Janeiro

A pandemia do novo coronavírus atingiu em cheio a economia brasileira nos seus mais diversos ramos. Muitos postos de trabalho foram fechados e empresas enfrentam dificuldades. A situação de certas categorias profissionais consegue ser mais delicada, como é o caso dos artistas, já que cinemas e casas de espetáculos foram os primeiros estabelecimentos a fechar em decorrência da pandemia e serão os últimos a reabrir.

 

Diretora do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos de Diversões do Estado do Rio de Janeiro (Sated), Isabel Gomide afirma que a situação dos trabalhadores das artes é dramática. Segundo ela, a aprovação da Lei Aldir Blanc é uma boa notícia para o setor, mas há receio com relação a como o dinheiro chegará a quem precisa, já que diversos municípios não possuem fundos de cultura. Isabel pontua algumas conquistas importantes consagradas no texto da lei.

 

Ela teme, no entanto, que o incentivo à concorrência em editais, também presente no texto legal, seja excludente.

 

Outra categoria bastante prejudicada pela pandemia são os vendedores de mate na praia, uma vez que, mesmo após a liberação parcial destas à frequência a venda de produtos nas areias segue proibida no Rio de Janeiro. Vendedor ambulante de mate, Tubarão conta como esta realidade tem afetado o cotidiano da categoria.

 

Ele afirma que os vendedores de mate buscam agora formalizar uma cooperativa como forma de superar o momento difícil:

 

Rachel Honorato foi outra que precisou se reinventar por causa dos efeitos econômicos da pandemia:

 

A administradora Thaissa Novo, que já estava desempregada antes do início da pandemia, conta as dificuldades do momento:

 

Ela se mostra bastante descrente na possibilidade de arranjar um novo emprego neste momento.

 

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Covid-19 divulgada na última semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou em 81,8 milhões a população ocupada do país na semana de 28 de junho a 4 de julho, com estabilidade em relação à semana anterior e queda em relação à semana de 3 a 9 de maio, quando havia 83,9 milhões de pessoas ocupadas.

 

O nível de ocupação foi de 48,1%, estável frente a semana anterior e com queda em relação à semana de 3 a 9 de maio, em que havia ficado no patamar de 49,4%. Diante desse cenário, o Movimento Mater tem arrecadado doações para montagem de cestas básicas para artistas de rua e periferia.

 

A cooperativa em vias de legalização dos vendedores de mate pode ser acessada pelo Whatsapp através do número 21 974361700. Através deste telefone, é possível encomendar mate e sucos, que serão entregues em casa. Já encomendas de pão a Rachel Honorato podem ser feitas através das páginas de Facebook e Instagram Rachel Pão Caseiro.

Últimas notícias
Economia

Carlos França afirma que entrada do Brasil na OCDE trará investimentos

O ministro das relações exteriores, Carlos França afirmou que a entrada do Brasil na OCDE vai ajudar a trazer investimentos estrangeiros e criar um ambiente de negócios favorável ao país.

Baixar arquivo
Saúde

Boletim da Fiocruz aponta aumento de casos de covid em todo o país

São 25 unidades da federação que apresentam ao menos uma macrorregião de saúde com nível de casos semanais de Síndrome Respiratória Aguda Grave considerado muito alto ou extremamente alto. 

 

Baixar arquivo
Saúde

Hospitais federais do RJ vão receber mais 1.700 profissionais de saúde

Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro tem cobrado a realização de concursos públicos para substituir de forma definitiva os profissionais que atuam com contratos temporários.

Baixar arquivo
Política

Voo com 211 brasileiros deportados dos EUA chega ao Brasil

Coordenadoria da Infância e Juventude do TJ-MG informou que 90 crianças que desembarcaram do voo humanitário estavam acompanhadas por pelo menos um responsável com vínculo biológico e que nenhuma precisou ir para abrigos.

Baixar arquivo
Geral

Trotes para serviços de emergência viram multa no Acre

Nos últimos três anos, o Acre registrou mais de 15 mil trotes. E esse não é um problema que atinge somente os serviços de urgência no estado.

Baixar arquivo
Economia

Aumento de contaminações por covid desacelera crescimento do turismo

A onda da pandemia de covid-19 provocada pela variante ômicron fez com que destinos turísticos muito procurados no país tivessem redução na oferta de voos diários ao longo do mês de janeiro.

Baixar arquivo