Contas públicas devem fechar 2020 com déficit de R$ 787 bilhões, pior resultado desde 1997

Déficit de R$ 787 bilhões

Publicado em 22/07/2020 - 20:34 Por Victor Ribeiro - Brasília

As contas públicas devem fechar 2020 com o pior resultado da série histórica, que começou a ser feita pelo Tesouro Nacional em 1997. A conclusão é do Ministério da Economia, que divulgou nessa quarta-feira o Relatório de Receitas e Despesas referentes ao terceiro bimestre. A projeção é que, no fim do ano, a diferença entre o que governo gasta e o que arrecada fique na casa dos R$ 787 bilhões.


Boa parte dessa despesa é com o combate à pandemia do novo coronavírus, e o Congresso Nacional autorizou que algumas delas não fossem incluídas no cálculo do teto de gastos públicos. Entre as despesas sujeitas ao teto, o governo conseguiu fazer novos cortes e, diferente da última previsão, agora a expectativa é de respeitar o limite imposto pelo teto de gastos.


O secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, destacou esses dois pontos ao comentar o relatório.


Este será o sétimo ano consecutivo de déficit fiscal. Só em receitas, a perda estimada é de R$ 24 bilhões a mais que o previsto no mês de maio. Um dos motivos para essa situação é a redução das receitas com Previdência Social, devido, principalmente, à redução da massa salarial. O relatório avalia que o conjunto dos trabalhadores deve encerrar este ano com a média salarial quase 4% abaixo em relação ao fim do ano passado.


Ocorreram também perdas na arrecadação de impostos administrados pela Receita Federal. Especialmente os impostos de importação, sobre produtos industrializados e o Imposto de Renda. Além disso, o governo prorrogou a isenção do IOF, Imposto sobre Operações Financeiras, sobre as operações de crédito.


A equipe econômica também apresentou o Painel das Medidas de Suporte aos Entes Federais, que mostra, em detalhes, o repasse a estados e municípios em meio à pandemia da Covid-19. De acordo com o levantamento, os estados perderam, em ICMS e IPVA, R$ 7,167 bilhões, enquanto receberam do governo ajuda no valor de R$ 20,236 bilhões.


O diretor da Secretaria Especial de Fazenda, Caio Megale, avaliou que esse apoio foi suficiente e gerou bons resultados, como a recuperação da arrecadação de impostos estaduais.


Algumas previsões do Ministério da Economia para este ano estão bem próximas das feitas por agentes do mercado financeiro e divulgadas semanalmente no Boletim Focus, do Banco Central. O governo estima que a inflação medida pelo IPCA fique em 1,6%, o dólar deve estar cotado a R$ 5,10 e a taxa básica de juros, a Selic, em 2,6% ao ano. Os investidores preveem inflação de 1,72%, o dólar a R$ 5,20 e a Selic em 2%.


Mas as previsões são diferentes quanto ao PIB. Para o Ministério da Economia, a soma de todas as riquezas deve cair 4,1%. No Boletim Focus, a expectativa é de redução de 5,95%. Para o Fundo Monetário Internacional, a retração do PIB brasileiro será de 9,1%.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Pesquisa e Inovação

Covid-19: vacina pesquisada em MG tem resposta positiva em camundongos

Pesquisa é desenvolvida por pesquisadores da Fiocruz e da Universidade Federal de Minas Gerais. Fase atual é de testes em macacos.

Baixar arquivo
Cultura

Museu Nacional do RJ inaugura mostra virtual sobre povos indígenas

A diversidade e a cultura dos povos indígenas poderão ser vistas em uma mostra virtual do Museu Nacional no Rio de Janeiro, por meio de painéis históricos, musicas, filmes e fotografias. A exposição Os Primeiros Brasileiros foi inaugurada nesta terça-feira.

Baixar arquivo
Política

Senado cria CPI da covid-19

Comissão investigará ações do governo federal no enfrentamento da pandemia e também denúncias de desvios de recursos da União repassados a estados e municípios.

Baixar arquivo
Cultura

Lançado o "Mapeamento de Projetos Sociais Arte Toda Gente"

Foi lançado nesta terça-feira o Mapeamento de Projetos Sociais Arte de Toda Gente, uma parceria da Funarte-Fundação Nacional de Artes –  e a Universidade Federal do Rio de Janeiro. As iniciativas são relacionadas com música,  artes, patrimônio, inclusão e acessibilidade.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Peixes aparecem em afluente do Rio Pinheiros, em SP, e causam surpresa

O governo do estado diz que a presença dos animais são resultado do programa de saneamento básico da região. Coordenador de ONG afirma, no entanto, que ainda falta muito para o rio ser considerado despoluído.

Baixar arquivo
Segurança

PA, SC, RS e DF registram queda nos índices de criminalidade

Três estados brasileiros e o Distrito Federal apontaram queda na criminalidade no mês passado. Para o membro do Fórum Nacional de Segurança Pública, Rafael Alcadipani, a redução de crimes tem mais relação com a pandemia do que com a atuação da polícia. Mas os secretários de segurança discordam.

Baixar arquivo