Pesquisa sobre trabalho doméstico na pandemia revela desigualdade social entre brasileiras

Trabalho em casa na pandemia

Publicado em 30/07/2020 - 16:02 Por Dayana Vitor - Brasília

Desde o início da pandemia, a professora universitária Raquel Zanatta, mãe de dois filhos, sente que trabalha mais do que antes, apesar da ajuda do marido. Ela conta a experiência deles durante a quarentena.

 

Outra mulher que está se virando em mil é Patrícia Cristina. Ela é mãe de uma menininha de dois anos, mas agora não tem mais a escolinha, a faxineira e nem a ajuda da mãe para as tarefas do dia a dia.

 

E não foram apenas Raquel e Patrícia que perceberam o aumento de trabalho durante a quarentena. Pesquisa da Organização de Mídia, Gênero e Número, em parceria com a Sempreviva Organização Feminista, divulgada nesta quinta-feira (30), revelou que metade das brasileiras passou a cuidar de alguém, após o novo coronavírus. No campo, mais de 60% passaram a ter essa função.

 

Assim como Raquel, 41% das mulheres empregadas afirmaram trabalhar mais do que antes. As mulheres brancas foram as que mais tiveram o salário integral mantido neste período de pandemia. Para 40% das entrevistadas, a pandemia e o isolamento social colocaram a sustentação da casa em risco. A maioria que afirmou ter dificuldades em pagar contas básicas e aluguel é negra.

 

A socióloga Tica Moreno, uma das responsáveis pelo estudo, aponta que o levantamento mostrou que as desigualdades entre as mulheres de classes e raças diferentes permanecem agora na pandemia.

 

A pesquisa foi realizada com mais de 2,6 mil mulheres de todo o Brasil, entre os meses de abril e maio. Elas responderam um questionário on-line com cinquenta e duas perguntas sobre trabalho, renda, sustenção financeira, trabalho doméstico e cuidado não remunerado no interior de seus lares.

Últimas notícias
Justiça

MPF abre novo procedimento após morte de cidadão em abordagem da PRF

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas em AL: Governo reconhece situação de emergência em 9 municípios

O governo federal reconheceu a situação de emergência em nove municípios de Alagoas por causa das fortes chuvas que atingem o estado. Outras duas cidades estão com processo de reconhecimento federal em andamento. 

Baixar arquivo
Justiça

Chacina de Unaí: ex-prefeito é condenado a 64 anos de prisão

O Tribunal do Júri Federal condenou nesta sexta-feira o produtor rural e ex-prefeito Antério Mânica no caso do assassinato de três auditores fiscais e do motorista, em 2004, em Unaí (MG).

Baixar arquivo
Saúde

RJ: Casos de dengue aumentam 177% nos cinco primeiros meses deste ano

A capital fluminense concentra a maioria dos registros da doença, mas as regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Economia

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo
Economia

Eletrobras lança oferta de ações em mais um passo para privatização

A Eletrobras apresentou os documentos necessários para realizar a operação, com a qual a estatal espera movimentar mais de R$ 30 bilhões.

Baixar arquivo