Terra indígena Sateré-Mawé é reconhecida como região de guaraná nativo

Publicado em quinta-feira, 29 Outubro, 2020 - 16:37 Por Renata Martins - Brasília

A terra indígena Andirá-Marau, do povo Sateré-Mawé, foi reconhecida como indicação geográfica (IG) para o guaraná nativo.

O reconhecimento foi feito pelo Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). No caso, a denominação identifica o produto como originário de um local, com identidade própria, e características que se devem essencialmente a fatores naturais e humanos.

É a primeira IG, no Brasil, a ser utilizada por um povo indígena.

O coordenador-geral de indicação geográfica do INPI, Marcelo Pereira, falou sobre os elementos que levaram ao reconhecimento da terra indígena, que fica na divisa entre o Amazonas e o Pará.

O registro de uma IG vai possibilitar proteger e identificar o guaraná beneficiado pelos Sateré-Mawé.

Segundo Débora Santiago, coordenadora de Indicação Geográfica do Ministério da Agricultura, além da proteção contra pirataria, a IG também vai valorizar o guaraná produzido na área.

O presidente do Conselho Geral da Tribo Satere-Mawe, Obadias Batista, destaca que o guaraná nativo do seu povo já é exportado para a França e a Itália.

A liderança acredita que a indicação geográfica também ajuda a manter a cultura milenar, muitas vezes perdida pelo próprio povo.

Para os Sateré-Mawé, o guaraná é sagrado. Obadias explica que a planta germinou dos olhos de uma criança indígena assassinada pelos tios.

O guaraná nativo produzido pelo povo Sateré-Mawé é colhido na floresta, secada lentamente no forno de argila, desidratado e defumado artesanalmente, o que garante as propriedades como cheiro e sabor por mais tempo. Apenas o que não é consumido pela comunidade é comercializado na forma de grão, pó ou em pasta, chamada de bastão de guaraná ou pão de waraná.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Educação

Movimento Contrate Universitários visa ajudar estudantes desempregados

Com a pandemia do novo coronavírus, estudantes estão enfrentando não só dificuldades para estudar, mas para trabalhar, também.

Baixar arquivo
Economia

Governo antecipa pagamento de dezembro aos segurados do INSS no Amapá

Com o restabelecimento do serviço de energia elétrica, os moradores do Amapá tentam agora voltar à vida normal. E para ajudar nessa retomada, o governo federal decidiu antecipar aos segurados do INSS no estado os pagamentos dos benefícios de dezembro.

Baixar arquivo
Esportes

Ídolo do futebol mundial, Diego Maradona morre aos 60 anos

Um dos maiores nomes do futebol mundial em todos os tempos, Diego Armando Maradona faleceu nesta quarta-feira (25), aos 60 anos.

Baixar arquivo
Economia

Caixa tem lucro líquido de R$ 1,89 bilhão no terceiro trimestre

 Nos 9 primeiros meses deste ano, o lucro somou R$7,5 bilhões, queda de 53,6% em relação ao ano passado. 

Baixar arquivo
Eleições 2020

Cresce violência contra candidatos entre janeiro e novembro

A violência contra candidatos aumentou nas eleições deste ano em comparação com as duas eleições anteriores.

Baixar arquivo