196 mil pessoas que contestaram auxílio irão receber o benefício

Um novo lote somando mais de R$ 248 milhões estará disponível quinta

Publicado em 26/01/2021 - 14:02 Por Lucas Pordeus Léon - Brasília

O auxílio emergencial já acabou, mas um grupo de 196 mil pessoas ainda terá direito a receber o benefício. Isso porque essas pessoas contestaram a suspensão do auxílio no ano passado e ganharam o direito de receber as parcelas devidas, após uma reavaliação do governo.

Um novo lote somando mais de R$ 248 milhões estará disponível nesta quinta-feira, dia 28, tanto para saques quanto para transferências e pagamentos. Esse grupo que contestou o corte no benefício vai receber todas as parcelas a que tem direito de uma só vez.

Um grupo menor, de cerca de 8.300 pessoas, terá direito a receber 4 parcelas do auxílio. Já o maior grupo, com mais de 78 mil pessoas, terá direito a receber uma única parcela do benefício.

Criado para combater os efeitos econômicos da pandemia, o auxílio emergencial alcançou mais de 68 milhões de pessoas, o que representa 32% da população brasileira.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Toda população de Botucatu é vacinada para pesquisa da AstraZeneca

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, informou, nesse domingo, que a pasta estuda uma ampla campanha de testagem da população brasileira para o novo coronavírus.

Baixar arquivo
Geral

MP do Rio de Janeiro vai a justiça contra aumento da passagem do metrô

O Ministério Público do Rio de Janeiro foi à justiça para tentar diminuir a nova tarifa do sistema de metrô. Na última semana, o bilhete passou a custar R$5,80, um aumento de 16% com relação aos 5 reais cobrados anteriormente.

Baixar arquivo
Geral

São Paulo: Corpo de Bruno Covas será enterrado neste domingo em Santos

Será enterrado neste domingo o corpo do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, que morreu, aos 41 anos, depois de lutar contra um câncer no sistema digestivo. Na sexta-feira, a saúde dele piorou e a equipe médica informou que o quadro era irreversível.

Baixar arquivo
Cultura

Atriz Eva Vilma morreu neste sábado aos 87 anos

Morreu na noite deste sábado, aos 87 anos, a atriz Eva Wilma. Ela estava tratando problemas cardíacos e renais. E neste mês a atriz também foi diagnosticada com um câncer de ovário, e de acordo com o Hospital Albert Einstein, a doença acabou levando a uma insuficiência respiratória.

Baixar arquivo
Geral

Bruno Covas, prefeito de São Paulo, morre aos 41 anos

Bruno Covas descobriu o câncer em outubro de 2019. O quadro exigiu várias sessões de quimioterapia em um tratamento que seguiu até o começo de 2020. Em abril deste ano, exames constataram que a doença havia se espalhado para o fígado e os ossos.

Baixar arquivo
Geral

Governo restringe entrada de estrangeiros vindos da Índia

Após recomendação da Anvisa, o governo federal proibiu temporariamente a entrada no país de passageiros estrangeiros de voos com origem ou passagem pela Índia, pelo Reino Unido, pela Irlanda do Norte e pela África do Sul.

Baixar arquivo