Economia brasileira teve retração de 4% em 2020

Publicado em sexta-feira, 19 Fevereiro, 2021 - 16:54 Por Lígia Souto - Rio de Janeiro

 

A economia brasileira retraiu 4% em 2020, na comparação com o ano anterior. Os dados do Monitor do Produto Interno Bruto (PIB) foram divulgados nesta sexta-feira (19) pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Sob a ótica da produção, o resultado mostra que, dos três grandes setores de atividade, apenas a agropecuária fechou o ano em alta de 2%, enquanto indústria e serviços recuaram. Já no lado da demanda, houve retração em todos os componentes, com destaque para o consumo das famílias, que despencou 5,2%.
Na análise do trimestre encerrado em dezembro, o PIB apresentou crescimento de 3,4% em relação ao período anterior.
O coordenador do Monitor do PIB da FGV, Claudio Considera, explicou que embora a atividade econômica tenha acelerado no final do ano, os resultados não foram suficientes para compensar as perdas, especialmente no segundo trimestre. O cenário para 2021, segundo ele, será de desafios.
Na passagem de novembro para dezembro, o PIB apresentou crescimento de 1%. Frente a dezembro de 2019, a alta foi 1,4% - primeiro resultado positivo após nove meses consecutivos de quedas.
Na análise interanual, o setor de serviços se destacou com a maior queda dentre os componentes do consumo, pressionado pelos efeitos da pandemia. Segundo a FGV, o resultado se deve, principalmente, às retrações no consumo de alojamento, alimentação, saúde privada e serviços gerais prestados às famílias. 
Entre os bens de consumo, o destaque foi o desempenho positivo dos produtos duráveis, com alta de 10,2% em dezembro.
A formação bruta de capital fixo, que indica a capacidade de investimento das empresas, recuou 2,9% em 2020, puxada pelo componente máquinas e equipamentos. As exportações fecharam o ano em queda de 1,9%, assim como as importações, que retraíram 10,3%.
O Monitor do PIB antecipa a tendência do principal índice da economia, a partir da mesma metodologia adotada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo cálculo oficial das contas nacionais.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Prazo para prestar conta com o Leão começa nesta segunda-feira

Começa a correr nesta segunda-feira (01) o prazo para a apresentação das contas ao Leão. O contribuinte pode entregar a Declaração do Imposto de Renda até o dia 30 de abril e precisa ficar atento a algumas mudanças.

Baixar arquivo
Saúde

Dia Mundial da Doença Raras marca importância do diagnóstico

No dia em que se celebra o Dia Mundial da Doença Rara nós temos uma missão, identificar a complexidade dessa luta junto à entidades, órgãos governamentais e pacientes.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas fortes causaram estragos em várias regiões do país em fevereiro

Fevereiro se despede com chuvas fortes que causaram estragos em várias regiões do Brasil. O mapa meteorológico do país durante o mês ficou todo marcado com as cores amarela, laranja e vermelha, em alerta de perigo por causa da quantidade de chuvas.

Baixar arquivo
Saúde

Novo decreto do governador do DF visa para diminuir aglomerações

O Distrito Federal entrou em lockdown neste domingo (28), valendo até o dia 15 de março. O novo decreto do governador Ibaneis Rocha, publicado nesse sábado, é para diminuir as aglomerações, já que faltam leitos hospitalares para covid-19.

Baixar arquivo
Economia

Postos de combustíveis vão receber dispositivo de certificação digital

Quem tem carro, moto ou caminhão sabe que as despesas com o combustível estão pesando cada vez mais no bolso.

Baixar arquivo
Geral

Pará entra no período de alta safra da pupunha e produção do palmito

Em época de alta safra da pupunha no Pará, especialista chama a atenção para mais investimentos neste mercado. 

Os detalhes com João Paulo Seabra Rádio Cultura FM de Belém. 

Baixar arquivo