Censo Demográfico não será realizado em 2021

Corte orçamentário impede a realização do levantamento

Publicado em 23/04/2021 - 20:11 Por Lucas Pordeus León - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O Censo Demográfico da população brasileira não será realizado neste ano por falta de orçamento. A pesquisa é realizada no Brasil a cada 10 anos e deveria ter sido feita em 2020, mas foi adiada para 2021 por causa da pandemia da covid-19.

Ao explicar o veto parcial ao orçamento de 2021 nesta sexta-feira (23), o secretário de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, confirmou que não há recursos para realizar o Censo.

Os recursos necessários para o Censo eram da ordem de R$ 2 bilhões. Durante a tramitação do projeto no Congresso Nacional, os parlamentares fizeram um corte de 88% do valor total. O corte foi confirmado pela sanção presidencial.

No início deste mês, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), responsável pelo levantamento, suspendeu o processo seletivo para contratação dos agentes que trabalhariam na pesquisa.

Os dados populacionais do Censo são utilizados, por exemplo, para os repasses do Fundo de Participação dos Municípios, além de servir de base para políticas públicas e pesquisas. A última contagem do Censo foi em 2010.

Integrantes da equipe econômica do governo federal falaram à imprensa nesta sexta-feira sobre a sanção do orçamento de 2021. Houve um veto parcial ao projeto da ordem de R$ 19,8 bilhões. Esse recurso pode ser reposto, já que o governo enviou um projeto ao Congresso para abrir créditos suplementares no mesmo valor do corte.

Também houve um bloqueio de mais de R$ 9 bilhões. Ao contrário do corte do orçamento, que é definitivo, os recursos bloqueados podem ser liberados ao longo do ano, caso haja arrecadação satisfatória.

Apesar disso, o secretário da Fazenda, Waldery Rodrigues, acredita que não há risco de faltar recursos para manter a máquina pública funcionando.

Dos mais de R$ 9 bilhões bloqueados, a maior parte, cerca de R$ 2,7 bilhões foram contingenciados do Ministério da Educação.

Edição: Bianca Paiva/ Sumaia Villela

Últimas notícias
Saúde

Natal decreta situação de emergência por causa da dengue

A Prefeitura adotou a medida, que vale por 90 dias, devido ao crescimento da doença por três semanas seguintes, o que caracteriza uma epidemia.

Baixar arquivo
Economia

Toyota vai investir R$ 11 bilhões no Brasil

A previsão é que a montadora lance novos modelos de automóveis nos próximos anos.

Baixar arquivo
Saúde

OMS estima que haverá 700 milhões de pessoas obesas em 2025

Dia 4 de março é o Dia Mundial da Obesidade, data de conscientização sobre essa doença que cresce a cada ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, em 2025, 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estarão acima do peso, sendo 700 milhões de indivíduos com obesidade.

Baixar arquivo
Esportes

Confira resultados dos jogos de futebol do fim de semana

Neste domingo (3), no Campeonato Baiano, o Bahia venceu o Jacuipense por 2 a 0 e o Vitória venceu Itabuna também por 2 a 0. Já no Campeonato Carioca, Taça Guanabara, o Botafogo goleou o Fluminense 4 a 2 e o Vasco goleou a Portuguesa por 4 a 0. 

Baixar arquivo
Política

Mudanças nas regras eleitorais estão na pauta do Senado esta semana

Novas regras eleitorais devem ser debatidas na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta semana. Entre as principais mudanças, aumento de 4 para 5 anos dos mandatos políticos, o fim da reeleição para o executivo, e também a possibilidade de coincidência entre as eleições federal, estaduais e municipais, que podem ocorrer no mesmo dia.

Baixar arquivo
Geral

Acre enfrenta uma das maiores enchentes da sua história

O governo do Acre decretou emergência em saúde pública, na última sexta-feira, por causa das cheias dos rios e do aumento do volume de chuvas das últimas semanas. Até agora, 19 municípios se encontram em estado de emergência, afetados pelas inundações de rios e igarapés.

Baixar arquivo