Hidrelétricas: ONS alerta que reservatórios do país estão em baixa

Publicado em 19/07/2021 - 15:25 Por Leandro Martins, Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O nível dos rios que abastecem as hidrelétricas está abaixo da média histórica, e deve permanecer assim até o final deste mês. Isso porque o regime de chuvas do país neste ano deve ser o menor dos últimos 90 anos. O alerta está no relatório do ONS - Operador Nacional do Sistema Elétrico – que aponta que todas as regiões do país apresentam reservatórios com níveis abaixo da média histórica.

Pela estimativa, as regiões Sudeste e Centro-Oeste devem terminar o mês de julho com os reservatórios em 26% da capacidade, ou seja, apenas um quarto do total. A região Sul deve ficar um pouco melhor, com 45%. O Nordeste deve terminar o mês com 53% da capacidade, enquanto a região Norte, que tem nesta época o chamado Inverno Amazônico, a estação de chuvas, está um pouco melhor, com reservatórios em 80%.

O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, comentou, em entrevista à imprensa internacional, que a crise hídrica não acontece apenas no Brasil, mas que se deve a um processo de mudança climática. E salientou que também não afeta o país inteiro ao mesmo tempo.

Enquanto as águas que movem as usinas hidrelétricas seguem reduzidas, o ONS informa que o consumo de energia deve crescer 3,7% este mês, em relação a julho do ano passado. Essa alta está relacionada ao crescimento das atividades do comércio, serviços e da produção industrial.

E quer saber mais… Quando tem pouca chuva, os reservatórios ficam mais vazios. Para não ficar sem energia, o ONS precisa ligar as termelétricas, que são movidas a diesel. Daí, o custo aumenta, e a sua conta de luz sobe também. Por isso, é preciso economizar energia e água! Mas, por enquanto, segundo o Ministério de Minas e Energia, está descartado um racionamento.

Mas, você pode fazer sua parte! Tome banhos mais curtos, evite usar aparelhos que consomem mais, como ferro de passar roupa, não deixe a porta da geladeira aberta por muito tempo, apague as lâmpadas quando não estiver nos ambientes e desligue os aparelhos elétricos da tomada quando não estiverem em uso.

Edição: Leila Santos / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

RJ: Vereadores cassam mandato de Gabriel Monteiro por quebra de decoro

Monteiro foi julgado por quebra do decoro parlamentar, por três motivos: encenação com uma menor de idade em um shopping, agressão contra um morador de rua convidado para a encenação de um roubo na Lapa e relação sexual gravada em vídeo com uma menor de idade, que posteriormente teve as imagens vazadas na internet.

Baixar arquivo
Justiça

No STF termina o julgamento da nova Lei de Improbidade Administrativa

O Supremo Tribunal Federal decidiu que a nova Lei de Improbidade Administrativa é válida para todos os processos em andamento. Inclusive aqueles abertos antes de ela entrar em vigor, em outubro do ano passado.

Baixar arquivo
Política

Candidatos à presidência fazem campanha em São Paulo e Minas Gerais

A Rádio Nacional acompanha as agendas dos cinco candidatos à Presidência da República mais bem posicionados na mais recente pesquisa de intenções de voto registrada no Tribunal Superior Eleitoral. E traz os detalhes em ordem alfabética.

Baixar arquivo
Geral

Anatel autoriza 5G no Rio, Palmas, Florianópolis e Vitória no dia 22/8

A Anatel autorizou, nesta quinta-feira, as operadoras de telefonia a ligarem o 5G no Rio de Janeiro, Palmas, Florianópolis e Vitória a partir da próxima segunda-feira, dia 22 de agosto.

Baixar arquivo
Esportes

Minas Quad vence Campeonato Brasileiro de Rugby de Cadeiras de Rodas

Além de definir a melhor equipe brasileira da temporada, os nomes dos atletas que vão disputar uma das 12 vagas na seleção brasileira para disputar o Mundial também foram escolhidos nessa quarta-feira.

Baixar arquivo
Geral

Cade condena empresas por cartel de gás de cozinha no Nordeste

As multas para as três empresas somam mais de R$ 640 milhões. De acordo com a condenação, divulgada nesta semana, 11 pessoas físicas também devem pagar multas que ultrapassam R$ 1,9 milhão.

Baixar arquivo