Ipea aponta inflação mais alta para famílias com baixa renda

Alta no preço dos alimentos prejudicou mais quem ganha até R$1.800

Publicado em 15/09/2021 - 15:56 Por Solimar Luz - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Puxada pelo aumento nos preços dos alimentos, a inflação de agosto pesou mais no bolso da população mais pobre, com renda salarial de até R$ 1.808,79, do que para as famílias mais ricas, com renda superior a R$ 17.764,49.

O Indicador de Inflação por Faixa de Renda, divulgado nesta quarta-feira (15) pelo Ipea, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, apontou alta de 0,91% para famílias com menor poder aquisitivo. E uma variação mais amena, de 0,78%  para as famílias com maiores rendimentos.

Apesar da queda no preço de alguns produtos importantes para a alimentação dos brasileiros, como o arroz e o feijão, por exemplo, as famílias com renda mais baixa sentiram, no bolso e na carteira, o aumento no preço de proteínas animais, especialmente o frango, que apresentou alta de 4,5%.

Já para os mais ricos, apesar da queda de aproximadamente 11% no valor das passagens aéreas, a alta foi puxada por reajustes do etanol combinados com a alta nos preços dos automóveis novos e dos serviços de aluguel de veículos.

Ainda que em menor intensidade, os aumentos de 1,1% da energia elétrica, de 2,7% no preço do gás encanado e de 2,4% do botijão de gás,  fizeram com que o grupo habitação fosse o responsável pela terceira maior contribuição à inflação de agosto para todas as faixas de renda pesquisadas.

Edição: Nádia Faggiani / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Capitais têm nível alto de transmissão comunitária do coronavírus

Mas, Fiocruz informa que casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave caíram no Brasil. Uma das justificativas é o aumento da população vacinada contra a covid-19.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

ONU: Brasil participa do Diálogo de Alto Nível sobre Energia

Presidente Jair Bolsonaro participou do Diálogo de Alto Nível sobre Energia, por meio de vídeo. Convocado pelo Secretário Geral das Nações Unidas, António Guterres, o encontro é o primeiro, em 40 anos, que trata exclusivamente do tema “geração de energia”.

Baixar arquivo
Saúde

Estados e DF recebem cinco milhões de doses da Pfizer até este sábado

A informação é do Ministério da Saúde, que iniciou o envio das doses, para os adolescentes e, também, como reforço para idosos acima de 70 anos e pessoas imunossuprimidas. Parte dos imunizantes vai garantir a segunda dose da população brasileira.

Baixar arquivo
Economia

IPCA-15 ficou em 1,14 em setembro e acumula alta de 10,05 em 12 meses

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que mede a prévia da inflação oficial no país, chegou a 1,14% em setembro deste ano. A taxa é a maior taxa para setembro desde 1994 de 1,42%.

Baixar arquivo
Economia

Transações com PIX vão ter valor limitado entre as 20h e as 06h

Os bancos têm até dia 4 de outubro para limitarem em até R$1.000,00 as transações por meio do PIX de pessoas físicas, que ocorrerem entre as 20h e as 06h da manhã do dia seguinte.

Baixar arquivo
Segurança

Rio registra queda no número de assassinatos em agosto deste ano

Duas mil 240 pessoas foram assassinadas no estado do Rio de Janeiro entre janeiro e agosto deste ano. O número representa uma queda de 7% em relação ao mesmo período do ano passado e é também o menor para os meses desde 1991, quando começou a série histórica do ISP, o Instituto de Segurança Pública. 

Baixar arquivo