Presidente da Petrobras explica no Senado os aumentos dos combustíveis

Publicado em 23/11/2021 - 15:52 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Depois de onze aumentos no preço da gasolina, somente este ano, o presidente da Petrobras, General Silva e Luna, participou de audiência pública na CAE, a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, nesta terça-feira. O presidente da estatal negou que a Petrobras tenha monopólio no setor.

O convite foi feito depois que a CAE adiou a leitura do relatório do projeto de lei que cria um “fundo de estabilização” dos preços dos combustíveis, no país. A proposta ainda institui impostos, para quando a Petrobras exporta o petróleo bruto a outros países. A ideia divide opiniões e, por isso, a audiência pública para tratar do assunto.

O Presidente da Petrobras, Silva e Luna, ainda explicou que a composição dos preços dos combustíveis nas refinarias da Petrobras é feita com base em referências de mercado, na competição de importadores e produtores e a variação do preço no mercado mundial. A respeito da proposta do fundo de estabilização, o presidente disse que a Petrobras pode contribuir, por exemplo, com a destinação de dividendos – que são parte dos lucros.

No entanto, o presidente da Petrobras acredita que a cobrança de impostos a compradores externos, como propõe o PL, não é uma boa opção para o fundo de estabilização dos preços dos combustíveis.

Sobre a variação de preços nos combustíveis, Silva e Luna argumentou que nem todos os reajustes, na bomba dos postos, são de responsabilidade da estatal. Segundo ele, em 2021, por exemplo, houve onze altas e quatro reduções nos preços. Desse total de 15, 38 alterações nos preços foram identificadas e impactaram no bolso dos consumidores.

O relatório do projeto de lei que cria um fundo de estabilização dos preços dos combustíveis, no Brasil, teve a votação adiada para a próxima terça-feira, dia 30.

Edição: Paula de Castro / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo