Sistema Braille permite inclusão de pessoas cegas

Publicado em 10/04/2015 - 10:41 Por Ana Lúcia Caldas - Brasília

Nesta semana se comemorou o Dia Nacional do Braille.

 

Sonora: "Quando eu perdi a visão aos sete anos, o que eu mais queria era ir para a escola para aprender a ler e escrever, sempre tive muita vontade de ler, minha mãe lia muito para mim. E quando eu perdi a visão e que eu pedi para minha mãe que eu queria ir para a escola, ela ficou meio sem saber e ela chegou até a Fundação Dorina (Nowill), que na época era Fundação para o Livro do Cego no Brasil e foi aqui na fundação que aprendi o braille e fui colocada em uma escola regular."

 

Essa é Regina Oliveira. Ela é membro do Conselho Iberoamericano e do Conselho Mundial do Braille e coordenadora da revisão de materiais em braille na Fundação Dorina Nowill para Cegos. Ela explica que o dia 8 de abril foi escolhido como Dia Nacional do Braille porque foi nessa data que nasceu José Álvares de Azevedo, o primeiro professor cego brasileiro.

 

O sistema foi criado por Louis Braille, um jovem francês que ficou cego aos três anos. Sua invenção mudou a vida de milhões de pessoas em todo o mundo. Regina fala sobre o sistema.

 

Sonora: "O sistema é baseado em seis pontos em relevo que permitem que as pessoas cegas possam escrever os diferentes alfabetos do mundo, número, simbologia matemática, científica, e tudo que a escrita comum representa. O sistema se difundiu por toda Europa, por todo o mundo até o final do século XIX e depois foi adaptado aos diferentes alfabetos, aos diferentes idiomas."

 

Atualmente existem outros recursos que, na opinião de Regina Oliveira, complementam o sistema , mas não o substituem.

 

Sonora: "Nesses 190 anos em que vem sendo utilizado, ele vem acompanhando toda a evolução da escrita comum. Lógico que hoje em dia existem outros recursos, existem os livros digitalizados, os livros gravados, que permitem que as pessoas cegas tenham acesso a mais informação. A questão da informática que permite você navegar pela internet, isso é possível graças a leitores de tela, mas tudo isso são complementos do sistema braille.

 

No segundo semestre, em setembro, o Brasil vai sediar reuniões de conselhos sobre o Braille, com representantes de todas as partes do mundo.

 

Sonora: Existem esses conselhos, o Conselho Mundial do Braille, o Conselho Iberoamericano do Braille, a comissão de Braille Latino-Americana para que haja uma padronização desse sistema, seja mais fácil haver um intercâmbio dos textos em braille em todo o mundo para que o sistema braille possa continuar acompanhando a evolução da escrita comum é necessário que existam essas comissões onde estão especialistas que vão cuidar para que o braille não se descaracterize.

 

De acordo com dados do Censo de 2010 do IBGE, existem no país 6,5 milhões de pessoas portadoras de deficiência visual. E quem quiser saber um pouco mais basta acessar o site www.fundacaodorina.org.br.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo