Na Trilha da História: Escravidão é fenômeno presente na humanidade há 10 mil anos

Na Trilha da História

Publicado em 09/06/2018 - 10:52 Por Apresentação Isabela Azevedo - Brasília

Olá! Eu sou a Isabela Azevedo e está começando mais uma versão reduzida do Na Trilha da História. O convidado desta semana é o escritor e historiador Rodrigo Trespach, que lançou recentemente o terceiro livro da série Histórias não (ou mal) contadas.

 

Desta vez, o tema é "Escravidão, do ano 1000 ao século XXI". Rodrigo começa nosso papo lembrando que a escravidão é muito mais antiga do que se costuma imaginar.

 

Sonora: "O homem escraviza o seu semelhante há quase 10 mil anos. Em algum momento, a partir da Revolução Agrícola - quando o homem deixa de ser nômade e passa a plantar - surge a escravidão. Cinco mil anos atrás os egípcios já se organizavam em expedições pra tomar territórios, aprisionar as pessoas e trazer esses escravos para trabalhar no Egito."

 

Ele conta que, durante muito tempo, a escravidão foi vista como algo natural.

 

Sonora: "Aristóteles, grande filósofo grego no século IV antes de Cristo, já dizia que achava isso natural, justo. O teólogo Tomás de Aquino, no século XIII, dizia que não achava natural, mas achava justo. Criaram-se grandes impérios por meio da escravização: o império romano, os gregos tinham escravos..." 

 

O historiador explica como o comércio de escravos vindos da África começou a se intensificar.

 

Sonora: "Mais recentemente, no último milênio, quando os muçulmanos começam a criar seu império no século VII, que começam a escravizar os núbios, negros que viviam na região subsaariana, é que começa um comércio de escravos mais intenso e intercambiado, isto é, vendiam para o mercado externo e interno.”

 

Durante a entrevista, Rodrigo Trespach ainda mostra a diferença entre servos e escravos, dizendo que os servos geralmente trocavam o trabalho na terra de senhores feudais por comida e proteção. Já os escravos seriam prisioneiros de guerras que se transformavam em mercadoria. Mas o escritor mostra que há exceções.

 

Sonora: "Quando a Rússia aboliu a servidão, no século XIX, havia 22 milhões de servos na Rússia. E esses servos russos... alguns viviam muito bem, mas a maioria também sofria tortura e era considerada propriedade."

 

Esta foi a versão reduzida do Na Trilha da História. O episódio completo tem 55 minutos e traz, além da entrevista na íntegra com o historiador Rodrigo Trespach, músicas relacionadas à escravidão! Para ouvir, acesse: radios.ebc.com.br/natrilhadahistoria. Também dá para ouvir pelo aplicativo "Rádios EBC", disponível para os sistemas IOS e Android. E se você quiser enviar uma mensagem pra gente, nosso e-mail é culturaearte@ebc.com.br. Até semana que vem, pessoal!

 

 

Na Trilha da História: Apresenta temas da história do Brasil e do mundo de forma descontraída, privilegiando a participação de pesquisadores e testemunhas de importantes acontecimentos. Os episódios são marcados por curiosidades raramente ensinadas em sala de aula. É publicado semanalmente. Acesse aqui as edições anteriores.

Últimas notícias
Geral

Cantareira (SP) vai a 40% do nível de água e entra em estado de alerta

Sabesp informou que ainda não há risco de desabastecimento. Sistema é composto por seis mananciais que, juntos, estão operando com 54% da capacidade.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas: 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas em Alagoas

As fortes chuvas que caíram em Alagoas a partir da madrugada deste sábado (02) deixaram 40 mil pessoas entre desalojadas e desabrigadas.

Baixar arquivo
Economia

Mercado de aviação cresce no Brasil, mas segue abaixo da pré-pandemia

Ao todo, 6 milhões e 400 mil passageiros voaram no mercado doméstico brasileiro em maio deste ano. O número representa 10% menos que o mês de maio de 2019, ou seja, antes da pandemia. 

Baixar arquivo
Internacional

Portugal vai criar novo visto de trabalho a brasileiros no país

Em visita ao Rio de Janeiro, neste sábado (02), o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Souza, citou a proposta que cria um novo visto de trabalho para brasileiros.

Baixar arquivo
Geral

Cristo Redentor ganha iluminação especial na cor laranja

O tom escolhido para irradiar o icônico ponto turístico faz uma alusão ao Dia Municipal de Redução do Risco de Desastres.

Baixar arquivo
Economia

Doação de pessoa para campanha via PIX só pode ser feita pelo CPF

A decisão por unanimidade foi do plenário do Tribunal Superior Eleitoral na sessão desta sexta-feira.

Baixar arquivo