Entidades estudantis pedem adiamento do Enem 2020

Campanha na Internet

Publicado em 15/05/2020 - 14:12 Por Lucas Pordeus Leon - Brasília

Entidades estudantis promovem neste 15 de maio uma campanha na Internet, pedindo o adiamento do Enem de 2020.

 

A UNE, União Nacional dos Estudantes, e a Ubes, União dos Estudantes Secundaristas, promovem debates e mobilizações nas redes sociais.

 

Porém, o ministro da Educação, Abraham Weitraub, é contrário ao adiamento do Enem e argumenta que existem grupos empresarias com interesses econômicos que querem suspender a prova.

 

As entidades estudantis, por outro lado, alegam que a manutenção da data para novembro prejudica parte dos estudantes, que estão com as aulas suspensas por causa da pandemia da Covid-19. Ações no Tribunal de Contas da União e na Justiça Federal também pedem o adiamento do Enem.

 

A estudante Sâmara Kayene do 3º ano do Ensino Médio de uma escola pública da Ceilândia, na periferia de Brasília, relata que tem sido difícil estudar sem as aulas presenciais, pois muitos conteúdos são inéditos e não dá para tirar dúvidas.

 

O estudante Victor Ramos, que vive em uma região central de Brasília já concluiu o Ensino Médio e estuda por um cursinho para o Enem. Ele considera que a suspensão das aulas presenciais prejudica a preparação para a prova.

 

Em uma entrevista para um canal do Youtube nessa quinta-feira (14), o ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que existem interesses econômicos de grupos empresariais do setor da educação para que o Enem seja cancelado para captar mais alunos e recursos para as instituições privadas.

 

Weintraub argumenta que quase a totalidade dos estudantes de baixa renda tem acesso à Internet pelo celular e que os livros didáticos foram todos entregues no início do ano, o que daria possibilidade de continuar estudando. O ministro da Educação ainda argumenta que adiar o Enem reduziria o número de profissionais formados no Brasil.

 

O presidente Jair Bolsonaro informou, nesta semana, que estuda adiar um pouco a prova, mas mantê-la ainda neste ano. Nessa quinta-feira (14), o presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia, também pediu à Bolsonaro o adiamento da prova por causa da pandemia.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Amapá decreta calamidade pública após salinização do rio Amazonas

Com o decreto, o governo local mobiliza todos os órgãos estaduais para atuarem sob o comando da Defesa Civil na região do Distrito do Bailique. O prazo do estado de calamidade pública é de 180 dias. Estima-se que cerca de 14 mil pessoas de 65 comunidades do arquipélago sejam afetadas pela salinização das águas e erosão das margens do Rio Amazonas.

Baixar arquivo
Segurança

TJRJ inaugura primeiro centro de atenção e apoio às vítimas de crimes

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro inaugurou nesta sexta-feira o primeiro Centro Especializado de Atenção e Apoio às Vítimas de Crimes e Atos Infracionais do país.

Saúde

Prevent Senior assina acordo de conduta com Ministério Público de SP

O Plano de Saúde deverá suspender o uso de medicamentos ineficazes do chamado kit covid, vai ter que publicar em jornais e portais da internet que nunca fez qualquer pesquisa científica para comprovar a eficácia desses medicamentos e está proibido de alterar o código de diagnóstico de covid de pacientes que morreram em decorrência de problemas provocados pela doença.

Baixar arquivo
Economia

Preço da carne no atacado cai, mas valor no varejo ainda continua alto

É que apesar das vendas estarem suspensas para a China, os produtores brasileiros tem guardado as carnes armazenadas em frigoríficos a espera de uma solução para o impasse. Ou seja, não aumentou a oferta do produto no mercado interno.

Baixar arquivo
Economia

Ministros das Comunicações dos Brics querem economia digital inclusiva

Os ministros das Comunicações dos cinco países do Brics assinaram uma declaração conjunta de cooperação internacional para estruturar uma economia digital inclusiva.

Baixar arquivo
Geral

Tanqueiros encerram greve em MG, SP e RJ

A paralisação dos tanqueiros, transportadores de combustíveis e derivados de petróleo, iniciada nessa quinta-feira (21) e encerrada hoje, afetou a distribuição de combustíveis em três estados: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Baixar arquivo