Rio de Janeiro define como será volta às aulas

Plano prevê também vacinação de professores

Publicado em quarta-feira, 27 Janeiro, 2021 - 22:47 Por Tatiana Alves - Rio de Janeiro

As aulas remotas na rede municipal do Rio de Janeiro retornam no próximo dia 8. Já as presenciais, recomeçam no dia 24 de fevereiro. Para isso, os profissionais de educação serão vacinados contra a Covid-19 logo depois dos idosos. A informação foi divulgada pela Prefeitura da capital fluminense nesta quarta-feira (27).

Uma das primeiras ações será a distribuição de livros, materiais e atividades para os alunos estudarem de casa.

Duas semanas após a retomada, a Prefeitura prevê lançar uma plataforma digital para possibilitar aulas ao vivo. Será o aplicativo Rio Educa, que terá apoio de canais de tv aberta e fechada na sua divulgação. A intenção é distribuir pacotes de dados de 1gb por mês para os cerca de 640 mil alunos.

O secretário de Educação, Renan Ferreirinha, destaca que mesmo facultativo, o retorno presencial tem um valor social, tanto para estudantes, quanto para os profissionais envolvidos.

A quantidade de alunos nas salas para a retomada das aulas vai depender do risco epidemiológico da área onde fica a unidade. Atualmente, todas as regiões administrativas do Rio estão com risco alto.

 

Caso a demanda seja maior que a capacidade, terá que ser feito um rodízio de estudantes. No entendimento do secretário de Saúde, Daniel Soranz, este é o momento de reabrir as escolas municipais.

 

O membro do Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19 da Prefeitura e professor da Universidade Estadual do Rio, Carlos Alberto Oliveira destaca que a prioridade é manter os estudantes ativos, seja remota ou presencialmente.

 

A previsão é que até o dia 10 de abril todas escolas que a Prefeitura do Rio consideram aptas, voltem a funcionar.

 

Segundo a Secretaria de Educação, das mais de 1.400 unidades, 43 não têm condição de retornar. A reforma desses locais deverá custar até R$ 35 milhões.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Empresas privadas poderão comprar vacina contra a covid-19

Projeto foi aprovado na Câmara e segue para sanção presidencial.  O texto aprovado pelos deputados estabelece que enquanto durar a vacinação dos grupos prioritários, as doses compradas pela iniciativa privada deverão ser integralmente doadas ao SUS.

Baixar arquivo
Saúde

Governadores pedem ação integrada para combate à covid-19

Ao longo do dia, os governadores também estiveram com representantes do Ministério da Saúde. E ouviram da presidente da Comissão de Orçamento, a deputada Flávia Arruda, do PL, a promessa de receberem R$14,5 bilhões  em emendas parlamentares destinadas ao Sistema Único de Saúde.

Baixar arquivo
Política

Não há crise entre o Brasil, China e Estados Unidos, diz ministro

O ministro das relações exteriores, Ernesto Araújo, afirmou hoje que não há crise entre o Brasil, China e Estados Unidos. Na coletiva de imprensa sobre a política externa, realizada, nessa terça (02), Araújo disse que a crise com embaixador chinês no país está superada.

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde aumentam cobertura de tratamentos para câncer

Os planos de Saúde vão ter que cobrir novos procedimentos e medicamentos. A resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) amplia a cobertura obrigatória dos planos de saúde a partir de abril de 2021.

Baixar arquivo
Educação

5% dos alunos da rede pública estão com deficiência em matemática

O levantamento apontou que apenas 5% dos estudantes de escolas públicas, do 3º ano do ensino médio, conseguiam resolver questões com a probabilidade ou com o uso do Teorema de Pitágoras.

Baixar arquivo
Justiça

Desembargadores do TRT-RJ são denunciados por esquema de propinas

Magistrados faziam parte de esquema de corrupção que desviou recursos da saúde no estado, e arrecadou propina junto a empresas de ônibus e pessoas ligadas ao governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel.

Baixar arquivo