Surdolimpíadas: seleção feminina de futebol pode ganhar bronze por WO

Publicado em 13/05/2022 - 14:31 Por Maurício Costa - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

A seleção feminina de futebol está muito perto de somar mais um bronze no quadro geral de medalhas da 24ª Surdolimpíada. As brasileiras enfrentariam o Japão no sábado (14) no Estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS), mas as japonesas não devem sair da concentração, e com isso, o Brasil conquistaria a vitória por WO.

No entanto, oficialmente a medalha de bronze só será computada no sábado (14) confirmando a desistência das japonesas. Apesar de não haver um posicionamento oficial do Japão a alegação para a ausência da partida válida pela fase classificatória na última quarta-feira (11) era uma prevenção de saúde para retornar em ao país. Desde então, toda a delegação japonesa ficou na concentração.

Confira as informações na matéria de Maurício Costa.

Últimas notícias
Saúde

Ministério da Saúde lança programa Incentivo de Atividade Física

No Brasil, 15% do total de internações pelo SUS é atribuído à falta de exercícios físicos, conforme estimativa do Ministério da Saúde.

Baixar arquivo
Política

Paulo Dantas é eleito para governar Alagoas em mandato-tampão

Em votação indireta, a Assembleia Legislativa de Alagoas elegeu neste domingo, o deputado Paulo Dantas do MSB para governar Alagoas em um mandato-tampão.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Frente Fria chega ao Brasil neste domingo

O frio deve provocar geadas fortes, moderadas ou fracas nos três estados do Sul, além de Minas Gerais e São Paulo.

Baixar arquivo
Economia

Trabalhadores nascidos em maio já podem sacar até mil reais do FGTS

O valor depende do total acumulado nas contas. A Caixa fará o depósito na poupança digital, usada para o pagamento de benefícios sociais e previdenciários.

Baixar arquivo
Economia

Previdência privada atende apenas 3% dos aposentados brasileiros

A previdência privada atende apenas 3% dos aposentados brasileiros. Já os recursos do INSS são a fonte de renda de 92% dos aposentados.

Baixar arquivo