Liberação da pesca no Amazonas gera reação de lideranças

Publicado em 15/10/2015 - 22:20 Por Ariane Póvoa - Brasília

Cerca de 120 lideranças da pesca do estado do Amazonas se reúnem, na manhã desta sexta-feira (16), na sede da Assembleia Legislativa, em Manaus, para discutir medidas de repúdio à suspensão do período do defeso.

 

Na última sexta-feira, os ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e do Meio Ambiente suspenderam, por 120 dias, o período de proibição da pesca em todo o país.

 

De acordo com o presidente da Federação dos Sindicatos de Pescadores e Pescadoras no Estado do Amazonas, Ronildo Nogueira, a decisão é lamentável. Segundo ele, a medida vai causar prejuízo irreparável ao meio ambiente, já que a pesca de espécies em extinção ficará liberada, justamente no período de desova. Ronildo Nogueira explica que as associações estão se mobilizando para que a decisão seja cancelada.

 

Sonora: “Nós estamos mobilizando sindicatos e associações de pesca porque nós não fomos ouvidos a respeito disso aí. A esperança é que a gente possa revogar ou que haja uma mudança nisso. O que nós entendemos é que o governo não tem interesse de pagar aquilo que é direito da gente”.

 

Segundo nota publicada na sexta-feira pela ministra do Meio Ambiente, Kátia Abreu, a medida foi tomada para realização do recadastramento dos beneficiários do sistema e para a revisão das áreas de abrangência.

 

Na nota, a ministra informou que a suspensão não geraria prejuízo social para os pescadores, já que coincide com o fim do período de proibição da pesca. Mas, de acordo com o deputado estadual Dermilson Chagas, do PDT, do Amazonas, a ministra considerou apenas os estados do litoral do país.

 

Sonora: “Não considerou o estado do Amazonas. O seguro defeso nem começou no estado do Amazonas. Ela está confundindo. O litoral já fez o seguro defeso. A ideia é fazer um grande ato repudiando essa atitude, que ela é contrária ao pensamento dos verdadeiros pescadores porque eles não têm outra alternativa a não ser a pesca”.

 

O deputado explica ainda que a medida pode gerar um prejuízo de cerca de R$ 290 milhões para a economia do estado, já que com a suspensão do período do defeso, o seguro também ficaria suspenso, o que, segundo ele, prejudicaria quase 100 mil pescadores no Amazonas.

 

A assessoria de imprensa do Ministério da Agricultura informou que a ministra Kátia Abreu está ciente das demandas e questionamentos, mas que, até o momento, não há informações sobre possíveis mudanças.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Libertadores: Independiente Del Valle vence Flamengo de goleada

O retorno do Flamengo à Libertadores da América não foi nada bom. O Independiente Del Valle não tomou conhecimento do atual campeão e massacrou o Rubro-negro com uma vitória por 5 a 0, no Estádio Casa Blanca, em Quito. O time equatoriano chegou a 9 pontos e é líder isolado do Grupo A. O Flamengo permanece com 6 pontos, na segunda posição.
 

Baixar arquivo
Esportes

Botafogo vence Vasco e tem vantagem no jogo de volta da Copa do Brasil

O Botafogo saiu na frente no duelo com o Vasco pela quarta fase da Copa do Brasil. Em uma partida com poucas chances de gol, no Estádio Nilton Santos, o Alvinegro aproveitou melhor as oportunidades e venceu por 1 a 0, com gol de Babi.

Baixar arquivo
Geral

Semana de Trânsito reforça o papel de cada um para o bem coletivo

A cada 60 minutos, em média, pelo menos cinco pessoas morrem vítimas de acidente de trânsito no Brasil, segundo dados da pesquisa do CFM, o Conselho Federal de Medicina, realizada em 2019.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Queimados, sem comida ou casa: animais do Pantanal sofrem com fogo

Hoje, os bichos estão morrendo queimados ou sufocados. Também não conseguem refúgio ou alimento. Mas esse é só o começo, segundo especialistas: mesmo depois das chuvas, até os peixes vão sofrer com os incêndios florestais.

Baixar arquivo
Saúde

Números da Covid-19 desaceleraram no país na 2ª semana de setembro

No período analisado, o Brasil teve uma queda de 30% em relação à semana anterior. Mesmo assim,  o Brasil é o terceiro em número de casos e o segundo com a maior quantidade de mortes no mundo.

Baixar arquivo
Política

Em live, Bolsonaro diz que é contra privatizar Caixa e Banco do Brasil

Presidente também comentou decisão do STF sobre decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello de suspender um inquérito que apura as declarações do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro

Baixar arquivo