Degradação provoca avanço do Amazonas sobre Macapá podendo chegar a 20 metros

Meio Ambiente

Publicado em 06/06/2017 - 13:02 Por Renata Martins - Brasília

A maré do rio Amazonas avança cinco metros, por ano, sobre um dos cartões-postais de Macapá e ameça construções na orla.


O avanço da maré está engolindo parte da capital amapaense. Com vista para o rio Amazonas, a orla de Macapá está ameaçada pela erosão.


Na zona sul, a falta de obras de contenção, como um muro de arrimo, na região do Aturiá, expulsa moradores. Nos bairros de Perpétuo Socorro e Cidade Nova, na zona leste, já existe muro. No entanto, sem manutenção e com a ação do tempo parte da proteção caiu.


As águas do rio Amazonas avançam cinco metros por ano sobre Macapá. É o que aponta estudo do Instituto Estadual de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa), feito em 2015.


O documento mostra que a ocupação irregular e o desmatamento, combinados com a força da maré e do vento, são as principais causas do avanço das águas.


O secretário de Transporte do Amapá, Jorge Amanajás, comentou sobre as áreas mais comprometidas.


De acordo com o secretário, a reconstrução do muro de arrimo está em fase de licitação e a obra deve ter incio no segundo semestre deste ano.


Além do avanço da erosão, a orla de Macapá também sofre com assoreamento. O acesso ao Igarapé da Mulheres está prejudicado. No local, há grande circulação de pequenas embarcações que trazem a produção das comunidades ribeirinhas.


Para normalizar o fluxo das embarcações é necessário fazer um trabalho de dragagem do canal. A Secretaria de Transporte já inciou os procedimentos para licitar a obra, informou Jorge Amanajás.


Para o pesquisador do Iepa Admilson Torres o maior prejuízo é socioeconômico.


Jorge Santos, que mora e trabalha no Perpétuo Socorro, destaca os riscos para quem passa pela região. Segundo o morador, não há cercas de proteção ou qualquer sinalização alertando sobre perigos no local.


O secretário de Transporte afirmou que a Defesa Civil faz o monitoramento dos riscos e, em alguns períodos, principalmente nos finais de semana, isola áreas que representam mais perigo.


Se nada for feito e os estudos se concretizarem, em quatro anos a maré vai avançar 20 metros sobre capital amapaense.

Últimas notícias
Saúde

Cai o consumo abusivo de álcool entre jovens brasileiros

O dado, relativo a brasileiros de 18 a 24 anos, foi levantado pelo Centro de Informações sobre Saúde e Álcool (Cisa), que analisou a série histórica do Vigitel, levantamento do Ministério da Saúde.

Baixar arquivo
Geral

Doação de leite ajuda bebês prematuros ou com doenças congênitas

De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 200 ml de leite podem alimentar até dez recém-nascidos.

Baixar arquivo
Esportes

São Paulo enfrenta Jorge Wilstermann por vaga na Sul-Americana

Tricolor se garante no mata-mata da competição em caso de vitória simples no Morumbi

Baixar arquivo
Saúde

Ceará registra primeiro caso de esporotricose autóctone em gatos

A doença pode ser transmitida a humanos. A ocorrência foi identificada em Fortaleza.

Baixar arquivo
Política

Nove cidades do Tocantins são investigadas por fraudes em licitações

As suspeitas de irregularidades nos contratos de transporte escolar em cidades do Tocantins foram identificadas pela Controladoria Geral da União. Cerca de R$ 23 milhões teriam sido desviados.

Baixar arquivo
Saúde

Bahia enfrenta falta de testes para dengue, zika e chikungunya

Enquanto enfrenta o problema da falta de insumos, o poder público tenta redobrar os esforços para combater o mosquito.

Baixar arquivo