MP propõe ação de improbidade administrativa contra ex-gestores do governo Agnelo Queiroz

Investigações

Publicado em 22/07/2017 - 12:15 Por Anna Praser - Brasília

O Ministério Público aqui do Distrito Federal entrou com mais uma ação de improbidade administrativa contra a empresa Biomig Materiais Médicos hospitalares, o ex-secretário da Saúde Rafael Barbosa e outros três ex-gestores do governo de Agnelo Queiroz.

 

Dessa vez, as investigações apontam que o grupo teria comprado 10 equipamentos utilizados para a avaliação de coágulos, no valor de mais de  R$ 2,8 milhões, em caráter de urgência e sem a necessidade comprovada.


Segundo as apurações, a Biomig teria sido favorecida, já que a empresa que venceu a licitação por menor preço foi descartada. Entre os indícios de favorecimento estão a descrição detalhada dos equipamentos e o prazo dado para entrega.

 

As máquinas foram entregues em abril de 2014. Apesar do valor cobrado, o maquinário ainda não foi pago. Na época, não havia recursos disponíveis, mas, ainda assim, o ex-subsecretário de administração geral, Túlio Roriz Fernandes, autorizou a emissão de documento para pagamento no valor da dívida.

 

Para esse caso, o Ministério Público aqui do DF pediu que os envolvidos percam os direitos políticos por cinco anos, deixem de exercer função pública e paguem multa de 100 vezes o valor dos salários recebidos.

 

O órgão também quer que as máquinas sejam devolvidas ou que os envolvidos paguem os custos, tirando a responsabilidade de pagamento do governo local.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Amapá decreta calamidade pública após salinização do rio Amazonas

Com o decreto, o governo local mobiliza todos os órgãos estaduais para atuarem sob o comando da Defesa Civil na região do Distrito do Bailique. O prazo do estado de calamidade pública é de 180 dias. Estima-se que cerca de 14 mil pessoas de 65 comunidades do arquipélago sejam afetadas pela salinização das águas e erosão das margens do Rio Amazonas.

Baixar arquivo
Segurança

TJRJ inaugura primeiro centro de atenção e apoio às vítimas de crimes

O Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro inaugurou nesta sexta-feira o primeiro Centro Especializado de Atenção e Apoio às Vítimas de Crimes e Atos Infracionais do país.

Saúde

Prevent Senior assina acordo de conduta com Ministério Público de SP

O Plano de Saúde deverá suspender o uso de medicamentos ineficazes do chamado kit covid, vai ter que publicar em jornais e portais da internet que nunca fez qualquer pesquisa científica para comprovar a eficácia desses medicamentos e está proibido de alterar o código de diagnóstico de covid de pacientes que morreram em decorrência de problemas provocados pela doença.

Baixar arquivo
Economia

Preço da carne no atacado cai, mas valor no varejo ainda continua alto

É que apesar das vendas estarem suspensas para a China, os produtores brasileiros tem guardado as carnes armazenadas em frigoríficos a espera de uma solução para o impasse. Ou seja, não aumentou a oferta do produto no mercado interno.

Baixar arquivo
Economia

Ministros das Comunicações dos Brics querem economia digital inclusiva

Os ministros das Comunicações dos cinco países do Brics assinaram uma declaração conjunta de cooperação internacional para estruturar uma economia digital inclusiva.

Baixar arquivo
Geral

Tanqueiros encerram greve em MG, SP e RJ

A paralisação dos tanqueiros, transportadores de combustíveis e derivados de petróleo, iniciada nessa quinta-feira (21) e encerrada hoje, afetou a distribuição de combustíveis em três estados: Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Baixar arquivo