Redução da passagem de ônibus continua indefinida no Rio

Transporte

Publicado em 13/11/2017 - 19:06 Por Ícaro Matos - Brasília

A prefeitura do Rio de Janeiro publicou nesta segunda-feira, no Diário Oficial do Município, o decreto que determina a redução da tarifa de ônibus na capital.

 

Mas, de acordo com a Procuradoria Geral do Município, o desconto de 20 centavos no preço da passagem só será aplicado 48 horas após os consórcios que operam as linhas de ônibus serem notificados da decisão.


Procurado, o Rio Ônibus, sindicato que representa as empresas do setor, informou que a notificação ainda não ocorreu. O sindicato disse ainda que, assim que for notificado, vai recorrer novamente da decisão, portanto ainda não há uma data definida para a aplicação do desconto na tarifa.


Neste domingo, o desembargador José Carlos Paz, manteve a decisão que determinou a redução da passagem. O magistrado negou liminar impetrada pelo Rio Ônibus, pedindo a suspensão do desconto. Paz alegou que a questão não estava entre as que são previstas para análise no Plantão Judiciário.


Mas mesmo sem ter analisado o mérito da questão, o desembargador adiantou que negaria o pedido. No despacho, Paz disse que não identificou elementos que provassem  desequilíbrio econômico-financeiro do contrato de concessão e ainda lembrou que as empresas não cumpriram o compromisso de instalar ar condicionado em todos os ônibus da frota.


A nova redução na tarifa de ônibus da capital foi determinada na última quinta-feira, pela Justiça do Rio. Com a decisão, a passagem deverá ser reduzida de  R$ 3,60 para R$ 3,40.

 

Esta é a segunda vez no ano que o preço da passagem de ônibus no Rio é reduzido pela Justiça.  Em decisão tomada em agosto, o Tribunal de Justiça do Rio determinou que o preço da passagem caísse de  R$ 3,80 para R$ 3,60.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo