Mortes em decorrência da Aids têm redução de 7% desde 2014

Saúde

Publicado em 02/12/2017 - 15:22 Por Sumaia ViLlela - Brasília

No Dia Mundial de Luta contra a Aids, o Boletim Epidemiológico de HIV/AIDS apresentado nesta sexta-feira (1) pelo Ministério da Saúde indica uma redução de 5% na taxa de detecção de Aids no país, na comparação de 2016 com 2015. As mortes relacionadas a Aids também caíram 7% desde 2014, quando o acesso ao tratamento no SUS foi ampliado.

 

O Boletim também identifica o perfil do infectado entre 2006 e 2016. Enquanto a taxa de contágio entre as mulheres caiu, a dos homens aumentou. A doença cresce entre homens que fazem sexo com homens, mudando o perfil nesta década, já que a proporção era maior entre heterossexuais.

 

Chama a atenção o crescimento de infecções de HIV e Aids entre jovens de 15 a 19 anos. A taxa masculina desse grupo quase triplicou no período. Entre as meninas, também houve crescimento, mas em menor proporção. Idosas acima de 60 anos também tiveram alta na contaminação.

 

A meta das Nações Unidas é diagnosticar 90% dos cidadãos estimados com HIV, tratar 90% dos diagnosticados e conseguir fazer com que a carga viral fique indetectável em 90% dos tratados. É a meta 90-90-90. O Brasil tem 84% de diagnosticados, 72% em tratamento e 91% dos tratados com a carga viral indetectável. Cerca de 830 mil brasileiros vivem com HIV no país.

 

A divulgação do boletim ocorreu em Curitiba, por um bom motivo: é o primeiro município brasileiro a eliminar a transmissão de HIV de mãe para filho.

 

Para atingir os jovens, a nova campanha publicitária do Ministério da Saúde usa a hashtag #vamoscombinar, para reforçar os meios de prevenção contra o HIV. O Dream Team do Passinho estrela o filme para TV. Para que cada um faça o seu passinho, na dança e na vida, para evitar a doença, que, lembrando, não tem cura. 

Últimas notícias
Saúde

OMS estima que haverá 700 milhões de pessoas obesas em 2025

Dia 4 de março é o Dia Mundial da Obesidade, data de conscientização sobre essa doença que cresce a cada ano. A Organização Mundial de Saúde (OMS) estima que, em 2025, 2,3 bilhões de adultos ao redor do mundo estarão acima do peso, sendo 700 milhões de indivíduos com obesidade.

Baixar arquivo
Esportes

Confira resultados dos jogos de futebol do fim de semana

Neste domingo (3), no Campeonato Baiano, o Bahia venceu o Jacuipense por 2 a 0 e o Vitória venceu Itabuna também por 2 a 0. Já no Campeonato Carioca, Taça Guanabara, o Botafogo goleou o Fluminense 4 a 2 e o Vasco goleou a Portuguesa por 4 a 0. 

Baixar arquivo
Política

Mudanças nas regras eleitorais estão na pauta do Senado esta semana

Novas regras eleitorais devem ser debatidas na Comissão de Constituição e Justiça do Senado nesta semana. Entre as principais mudanças, aumento de 4 para 5 anos dos mandatos políticos, o fim da reeleição para o executivo, e também a possibilidade de coincidência entre as eleições federal, estaduais e municipais, que podem ocorrer no mesmo dia.

Baixar arquivo
Geral

Acre enfrenta uma das maiores enchentes da sua história

O governo do Acre decretou emergência em saúde pública, na última sexta-feira, por causa das cheias dos rios e do aumento do volume de chuvas das últimas semanas. Até agora, 19 municípios se encontram em estado de emergência, afetados pelas inundações de rios e igarapés.

Baixar arquivo
Internacional

Conselho de Segurança da ONU convoca reunião sobre Oriente Médio hoje

No sábado, mais um grupo de países se posicionou a favor de um cessar-fogo na região. Dessa vez, foram os 24 países que formam a CELAC, a Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos, reunidos em São Vicente e Granadinas.

Baixar arquivo
Geral

STF retoma julgamento sobre descriminalização do porte de drogas

O julgamento sobre a descriminalização do porte de drogas para uso pessoal volta para a pauta do Supremo Tribunal Federal (STF) nesta semana. O presidente da corte, Luís Roberto Barroso, agendou o debate para esta quarta-feira (6).

Baixar arquivo