Campanha Janeiro Roxo alerta população sobre hanseníase

Campanha

Publicado em 04/01/2018 - 12:03 Por Juliana Cézar Nunes - Brasília

Governo e associações médicas fazem campanha Janeiro Roxo com foco no combate à hanseníase.

 

No Mato Grosso, um menino de 11 anos, portador da doença, morreu no primeiro dia do ano. A criança foi internada no domingo (31) com infecção generalizada e morreu na madrugada do dia 1º de janeiro, no Hospital Regional de Sorriso, a 420 km de Cuiabá.

 

Daniel Rodrigues Santiago era portador de hanseníase multibacilar e estava em tratamento há três meses.

 

A técnica do Programa Estadual de Controle de Hanseníase Rejane Finotti explica que a morte está sendo investigada, mas os médicos já trabalham com uma hipótese.

 

Sonora: "Não ocorre óbito por hanseníase. O que pode ocorrer é intolerância medicamentosa. Logo no início do tratamento é orientado a procurar a unidade de saúde, caso sinta algum sintoma diferente."

 

A morte do menino portador de hanseníase no Mato Grosso reforça a importância da prevenção à doença.

 

Este mês, diversas organizações da sociedade civil, ministério e secretarias de Saúde promovem a campanha Janeiro Roxo.

 

O presidente da Sociedade Brasileira de Hansenologia, Cláudio Salgado, conta que, nos últimos 10 anos, o número de casos caiu no país, mas a falta de diagnóstico e tratamento aumentou o número de pacientes com sequelas. 

 

Sonora: "Sabemos que a nossa rede de atenção básica não está funcionando a contento, deveria funcionar melhor. As referências de Hanseníase não estão sendo capacitadas do modo que deveriam ser, algumas estão sobrecarregadas. Temos feito diagnósticos tardios."

 

A hanseníase é uma doença crônica, contagiosa e transmitida de uma pessoa doente, que não esteja em tratamento, para uma pessoa saudável suscetível.

 

A orientação é que as pessoas procurem o serviço de saúde assim que perceberem o aparecimento de manchas, de qualquer cor, em qualquer parte do corpo, principalmente se ela apresentar diminuição de sensibilidade ao calor e ao toque. 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Após visita ao Pantanal, senadores pedem reunião com o governo

Os parlamentares integram a comissão externa encarregada de acompanhar as ações de enfrentamento aos incêndios na região. A comitiva percorreu grande parte do Pantanal pela rodovia Transpantaneira para ver a situação do bioma, que enfrenta um dos piores períodos de seca dos últimos 40 anos.

Baixar arquivo
Cultura

Do DF para o mundo, Semana da Europa terá programação toda virtual

A Semana da Europa é organizada pela Associação dos Institutos Culturais, Embaixadas e Consulados de países membros da União Europeia – Eunic Brasília e a Delegação da União Europeia no Brasil e já ocorre há 16 anos na capital federal.

Baixar arquivo
Saúde

No Brasil, mais de 850 pessoas esperam por transplante de medula óssea

Apesar de o Brasil ser o 3º país do mundo em número de doadores, as cirurgias costumam demorar para acontecer, porque a chance de o paciente encontrar uma pessoa compatível é de

uma em 100 mil.

Baixar arquivo
Política

Senado retoma reuniões deliberativas presenciais

Para evitar aglomeração, a comissão diretora instalou cabines de votação em diferentes locais do prédio. Duas delas vão funcionar no sistema drive-thru e os senadores poderão votar sem sair do carro.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: Hospital das Clínicas da USP estuda suspeitas de reinfecção

Médicos dizem que desafio é diferenciar da reativação, quando o vírus estava dormente e volta a agir no corpo da pessoa por algum motivo. O hospital acompanha 16 pacientes com suspeita de reinfecção, identificada quando o vírus da segunda infecção tem um genoma diferente do primeiro. Ou seja, ele sofreu uma mutação

 

Baixar arquivo
Economia

Golpes financeiros aumentaram 300% em todo o mundo

Um amigo te pedindo pagamento de boleto por Whatsapp, um falso funcionário de banco que precisa dos seus dados bancários por telefone. Quem já não recebeu essas tentativas de golpes? Com a pandemia, isso aumentou e o método dos golpistas tem se sofisticado cada vez mais. E o Brasil tem participação de 53,9% no vazamento de dados de cartões

Baixar arquivo