Catadores temem futuro com fim do Lixão da Estrutural, mesmo com incentivos do GDF

Meio de Vida

Publicado em 20/01/2018 - 10:38 Por Dayana Vítor - Brasília

Alice Gonzaga, Gardivânia Teixeira, Valdineide de Santos, Almerino Rodrigues conseguem sustentar suas famílias há décadas com a venda de materiais recicláveis que retiram do lixão da estrutural.

 

Alguns chegam a ganhar mais de R$ 4 mil por mês. Mas, a partir deste sábado (20), a vida de cada um deles poderá mudar com a desativação lixão da Estrutural, o segundo maior do mundo.

 

Para ganhar o sustento desses e outros trabalhadores, o governo do Distrito Federal (GDF) assinou 28 contratos com 22 cooperativas de catadores para que eles façam a coletiva seletiva em várias cidades e também a triagem do material reciclável.

 

O executivo local ainda alugou cinco galpões onde os catadores cooperados irão trabalhar. Eles vão ganhar ainda pela produção e também bolsa auxílio de R$ 360 pelo período de seis meses. O GDF vai pagar as cooperativas até 350 por tonelada triada.

 

Mas, mesmo com os incentivos do governo, os catadores Alice, Valdineide e Almerino temem o futuro e não pretendem ir para os galpões.

 

Eles dizem que os galpões ficam muito longe de casa e que não terão dinheiro para pagar a passagem de ônibus. Além disso, alguns dos catadores, contam, são idosos e não conseguiriam trabalhar tão longe de casa.

Últimas notícias
Esportes

São Paulo enfrenta Jorge Wilstermann por vaga na Sul-Americana

Tricolor se garante no mata-mata da competição em caso de vitória simples no Morumbi

Baixar arquivo
Saúde

Ceará registra primeiro caso de esporotricose autóctone em gatos

A doença pode ser transmitida a humanos. A ocorrência foi identificada em Fortaleza.

Baixar arquivo
Política

Nove cidades do Tocantins são investigadas por fraudes em licitações

As suspeitas de irregularidades nos contratos de transporte escolar em cidades do Tocantins foram identificadas pela Controladoria Geral da União. Cerca de R$ 23 milhões teriam sido desviados.

Baixar arquivo
Saúde

Bahia enfrenta falta de testes para dengue, zika e chikungunya

Enquanto enfrenta o problema da falta de insumos, o poder público tenta redobrar os esforços para combater o mosquito.

Baixar arquivo
Geral

Onda de frio derruba as temperaturas no Rio de Janeiro

Pelo segundo dia seguido, o Parque Nacional de Itatiaia, no sul do estado do Rio de Janeiro, registrou temperaturas negativas e geada na parte alta.

Baixar arquivo
Educação

Inscrições para o Enem terminam no próximo sábado (21)

A taxa é de R$ 85, e poderá ser paga via Pix, cartão de crédito ou por boleto bancário até o dia 27 deste mês.

Baixar arquivo