Apesar de proibidos, lixões voltaram a ser usados por alguns municípios

Resíduos Sólidos

Publicado em 14/09/2018 - 14:50 Por Nelson Lin - São Paulo

Produção de resíduos sólidos aumenta, mas reciclagem e coleta seletiva permanecem estagnadas. Destinação incorreta do lixo persiste


Apesar de proibidos na Política Nacional de Resíduos Sólidos, os lixões voltaram a ser usados por alguns municípios.

 

Dados apontam que o volume de lixo depositado em lixões, em 2017, seria suficiente para encher 160 estádios do tamanho do Maracanã.


Esses dados são da pesquisa Panorama dos Resíduos Sólidos de 2017, publicada pela Abrelpe, Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos. O levantamento foi feito a partir de dados colhidos diretamente dos municípios.


De acordo com Carlos Silva Filho, diretor executivo da Abrelpe, em 2017, houve aumento da produção de resíduos sólidos com a retomada da economia, de 1% - percentual proporcionalmente bem maior que o aumento populacional, que foi de 0,48%.


E mesmo com a coleta de lixo quase universalizada no Brasil - mais de 90% dos resíduos gerados são coletados - um problema apontado na pesquisa da Abrelpe é que persiste a destinação incorreta desses resíduos.


Atualmente 18% vão para lixões irregulares, um aumento de 3% com relação à última pesquisa, de 2016.


O cenário da reciclagem, coleta seletiva e logística reversa também permaneceu estagnado.


Além dos entraves para a implementação dessas políticas, há um elemento cultural: apesar de ser praticamente unânime entre os brasileiros o reconhecimento da importância da reciclagem, de 90%, 75% dos brasileiros não separam seus resíduos e menos da metade tem conhecimento de que alumínio, papel e garrafas pet são recicláveis.


Aumentar a conscientização da população, fazer cobrança diferenciada da coleta de lixo e destinar mais recursos para as questões sanitárias envolvendo o lixo são as soluções propostas pelo diretor da Abrelpe para melhorar esse cenário.

Últimas notícias
Cultura

Escola de samba Portela se torna patrimônio imaterial e cultural

A maior campeã da história do Carnaval carioca, com 22 títulos, a Portela se tornou patrimônio imaterial e cultural do estado do Rio de Janeiro.

Baixar arquivo
Saúde

Surto de gripe no RJ lota unidades de pronto atendimento

Para especialistas, a baixa cobertura vacinal contra a gripe, nos dois anos de pandemia de coronavírus, fez com que a doença ganhasse espaço. Agora, com a circulação do vírus da gripe, o que se vê são pessoas relatando sinais de febre e dor no corpo.

Baixar arquivo
Saúde

Governo vai passar a exigir quarentena para viajantes não vacinados

De acordo com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, após o período de quarentena definido, os viajantes deverão apresentar um teste do tipo PCR negativo.

Baixar arquivo
Economia

Empregadores devem quitar parcelas suspensas do FGTS até hoje

Devem ser pagas todas as parcelas em aberto e, para evitar o acréscimo de encargos e multa, a Caixa alerta que a quitação deve ser feita dentro do prazo. A falta do recolhimento impede o empregador de emitir o Certificado de Regularidade do FGTS.

Baixar arquivo
Economia

Cepal aponta recuperação do comércio na América Latina e Caribe no ano

Essa recuperação, no entanto, não será igual em todos os países da América Latina e do Caribe, por causa das incertezas provocadas pela pandemia do novo coronavírus.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Governo assina contratos de concessão do 5G

Além de deixar a velocidade da internet cerca de 100 vezes mais rápida em comparação ao 4G, a tecnologia é capaz de integrar pessoas e objetos - a chamada tecnologia das coisas.

Baixar arquivo