Justiça derruba liminar que impedia uso de glifosato e outras substâncias agrotóxicas no país

TRF-1

Publicado em 03/09/2018 - 15:56 Por Lucas Pordeus Leon - Brasília

O Tribunal Regional Federal da 1ª região, sediado em Brasília, derrubou uma liminar que impedia a comercialização das substâncias agrotóxicas glifosato, tiram e abamectina.

 

No último dia 7 de agosto, uma liminar da 7ª Vara da Justiça Federal em Brasília havia determinado a suspensão do uso e comercialização dessas substâncias até que fosse feita uma reavaliação toxicológica pela Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

 

A liminar ressaltou que o glifosato é apontado como possível cancerígeno pela OMS, a Organização Mundial da Saúde, e pela Associação Brasileira de Saúde Coletiva.

 

Mas o desembargador Kássio Marques, enquanto presidente do TRF1, acolheu o argumento da AGU, a Advocacia-Geral da União, de que nada justificaria a suspensão dos registros dos produtos de maneira tão abrupta, sem a análise dos impactos à economia do país e à população em geral, o que causaria grave lesão a ordem pública, segundo o despacho.

 

O desembargador ainda determinou que a Anvisa reavalie as substâncias até o final do ano, sob pena de multa e responsabilização dos servidores do órgão.

 

O ministro da Agricultura comemorou a decisão judicial. Blairro Maggi havia afirmado que a suspensão das substâncias prejudicaria a atual safra de milho e soja, que é feita com base no uso do glifosato para  combater as  pragas.

Últimas notícias
Saúde

OMS abre consulta para mudar nome da varíola dos macacos

A nomeação das espécies de vírus é de responsabilidades do Comitê Internacional de Taxonomia de vírus

Baixar arquivo
Saúde

Diabetes gestacional pode trazer mais riscos na hora do parto

O problema ocorre devido a mudanças hormonais que a mulher sofre durante a gestação

Baixar arquivo
Justiça

Termina quinta-feira o prazo para requerer voto em transito

Podem requerer o benefício os eleitores que não poderão estar no domicílio eleitoral no dia da votação, que será em 2 de outubro, para o primeiro turno; e 30 de outubro, onde houver segundo turno.

Baixar arquivo
Política

Eleições 2022: enquetes e sondagens estão proibidas

O tribunal define enquete ou sondagem como levantamento de opiniões sem a utilização de um método científico

Baixar arquivo
Educação

Prouni 2022: prazo para documentação vai até 24 de agosto

A apresentação da documentação pode ser feita presencialmente ou virtualmente a depender da instituição de ensino

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Exoesqueleto robótico auxilia a recuperação do movimento das pernas

A ideia do ExoTAO é o de ser uma órtese inteligente, um exoesqueleto robótico que ajude pessoas que perderam o movimento das pernas a recuperarem a capacidade de locomoção.

Baixar arquivo