Justiça Federal leiloa apartamentos de Adriana Ancelmo

Justiça Federal

Publicado em 17/10/2018 - 12:45 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

Dois imóveis da advogada Adriana Ancelmo, mulher do ex-governador Sérgio Cabral, localizados no bairro nobre de Ipanema, zona sul do Rio, foram arrematados em leilão realizado nessa terça-feira, na sede da Justiça Federal do Rio, pelo valor de R$ 5,4 milhões.


Os apartamentos 604 e 904, com 80 metros quadrados, vaga de garagem na escritura e vista para o mar foram arrematados em lance único.


O leiloeiro Renato Guedes também leiloou um jatinho e um carro Tucson, da Hyundai, ano 2018, no valor de mais de R$ 6 milhões.


A aeronave e o carro pertenciam ao empresário Arthur César de Menezes Soares Filho, conhecido como Rei Arthur, acusado de fazer parte do grupo criminoso que seria liderado por Cabral.


Os bens foram leiloados por decisão do juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, com base na Lei de Lavagem de Dinheiro.


Na decisão, o juiz ressaltou que o objetivo da venda antecipada é salvaguardar a restituição aos cofres públicos de eventual produto que tenha sido proveito de crime, resguardado o direito à devolução da quantia em caso de absolvição.


Os bens foram vendidos com 20% de desconto porque já tinham sido anunciados anteriormente, sem que houvesse interesse de compradores.


A mansão do ex-governador Sérgio Cabral, em Mangaratiba, foi arrematada no dia 13 de setembro último, por mais de R$ 6 milhões, valor mínimo estipulado no leilão.


A venda ocorreu nos últimos minutos do leilão, após o próprio leiloeiro já ter admitido que teria de anunciar o imóvel por um preço inferior, em um próximo arremate.


Também já foram arrematados os três carros blindados de Cabral, cujos valores somaram quase meio milhão de reais.


Já uma lancha, de mais de R$ 3 milhões será oferecida em um futuro leilão, após uma nova avaliação, de acordo com o leiloeiro Renato Guedes.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Cultura

Do DF para o mundo, Semana da Europa terá programação toda virtual

A Semana da Europa é organizada pela Associação dos Institutos Culturais, Embaixadas e Consulados de países membros da União Europeia – Eunic Brasília e a Delegação da União Europeia no Brasil e já ocorre há 16 anos na capital federal.

Baixar arquivo
Saúde

No Brasil, mais de 850 pessoas esperam por transplante de medula óssea

Apesar de o Brasil ser o 3º país do mundo em número de doadores, as cirurgias costumam demorar para acontecer, porque a chance de o paciente encontrar uma pessoa compatível é de

uma em 100 mil.

Baixar arquivo
Política

Senado retoma reuniões deliberativas presenciais

Para evitar aglomeração, a comissão diretora instalou cabines de votação em diferentes locais do prédio. Duas delas vão funcionar no sistema drive-thru e os senadores poderão votar sem sair do carro.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: Hospital das Clínicas da USP estuda suspeitas de reinfecção

Médicos dizem que desafio é diferenciar da reativação, quando o vírus estava dormente e volta a agir no corpo da pessoa por algum motivo. O hospital acompanha 16 pacientes com suspeita de reinfecção, identificada quando o vírus da segunda infecção tem um genoma diferente do primeiro. Ou seja, ele sofreu uma mutação

 

Baixar arquivo
Economia

Golpes financeiros aumentaram 300% em todo o mundo

Um amigo te pedindo pagamento de boleto por Whatsapp, um falso funcionário de banco que precisa dos seus dados bancários por telefone. Quem já não recebeu essas tentativas de golpes? Com a pandemia, isso aumentou e o método dos golpistas tem se sofisticado cada vez mais. E o Brasil tem participação de 53,9% no vazamento de dados de cartões

Baixar arquivo
Economia

Brasil já enfrenta falta de tecido de algodão e malharia

Com a flexibilização da quarentena e a consequente retomada das confecções no mundo, houve um impacto na indústria brasileira. O produtor brasileiro preferiu vender para outros países, devido a valorização do dólar e daí passou a faltar matéria-prima no país. Economistas acreditam em alta nos preços do vestuário

 

Baixar arquivo