Por decisão colegiada do STJ, João de Deus deve voltar para a cadeia

STJ

Publicado em 05/06/2019 - 12:27 Por Graziele Bezerra - Brasília

A 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou, nessa terça-feira (4), dois pedidos de habeas corpus em favor do médium João Teixeira de Farias, o João de Deus, investigado por abuso sexual contra diversas mulheres e por posse ilegal de armas.


Essa decisão do colegiado derruba uma decisão anterior, do ministro-relator Nefi Cordeiro, que autorizou a internação hospitalar desde março.


Com esses pedidos de habeas corpus, a defesa de João de Deus tentava cancelar a prisão preventiva decretada em dezembro do ano passado ou, pelo menos, mudar para prisão domiciliar, por causa do quadro de saúde do médium.


Os ministros da 6ª Turma concluíram que os decretos de prisão estão devidamente fundamentados e que João de Deus apresentou melhoras desde a sua internação, o que permite a continuidade do seu tratamento na cadeia.


Confira outros detalhes com Graziele Bezerra.

Últimas notícias
Política

Corregedoria da Câmara de SP abre processo por racismo contra vereador

A relatora foi a vereadora Elaine Mineiro, do PSOL, que recomendou a cassação de Camilo Cristófaro, sem partido.

Baixar arquivo
Geral

SP: Polícia Civil analisa novas imagens de ônibus de dupla sertaneja

No último dia 7 de maio, o ônibus tombou e matou 6 pessoas, entre elas o do cantor Aleksandro, que fazia dupla com Conrado, na altura da cidade de Miracatu, no interior de São Paulo.

Baixar arquivo
Economia

Ministério da Economia prevê inflação de 7,9% para 2022

A Secretaria de Política Econômica justificou que o aumento dos preços dos alimentos, dos combustíveis e dos serviços fez a equipe do governo revisar para cima a previsão do IPCA para 2022.

Baixar arquivo
Saúde

Doação de leite humano só atende metade da demanda no Brasil

Dia Mundial de Doação de Leite Humano, celebrado nesta quinta-feira (19), é uma iniciativa para a proteção e promoção do aleitamento materno. 

Baixar arquivo
Política

Presidente da República almoça com embaixadores de 18 países no Rio

Como exemplo de situações de instabilidade mundial, que demonstram a segurança oferecida pelo Brasil, Jair Bolsonaro citou os riscos de desabastecimento que vários países vêm passando.

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro: crimes contra a vida têm queda de 17%

Os dados são relativos aos primeiros quatro meses de 2022 na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 1.025 vítimas, o menor número desde 1991.

Baixar arquivo