Governo do DF anuncia reconhecimento facial, drones e antecipação de vistorias para o Carnaval

Após morte em bloco

Publicado em 13/02/2020 - 19:58 Por Dayana Vitor - Brasília

A morte de um jovem de 18 anos em um bloco pré-carnavalesco, no último dia 8, mudou o carnaval de Brasília. Cinco dias após o crime, o governo do Distrito Federal anunciou, nesta quinta-feira, que a segurança da festa será reforçada com reconhecimento facial e drones.

 

Também anunciou que vai antecipar a conclusão das vistorias para liberar os alvarás dos blocos. O secretário de Segurança Pública, Anderson Torres, detalha as novidades tecnológicas.


“Vamos tentar trazer algumas questões interessantes no Carnaval, trazer a identificação facial já com algumas câmeras, para buscar as pessoas que não deveriam estar soltas. Vamos ter drones, uma série de tecnologias para fazer um Carnaval seguro”.


Essas ações de segurança para o Carnaval foram divulgadas após reunião entre os secretários de Cultura e Segurança e representantes dos blocos. Segundo um dos participantes do encontro, o deputado Fábio Felix, do Psol, a pasta de cultura ficou de analisar a possibilidade de cercar os blocos.


“É uma estratégia que tanto os blocos defenderam como a Segurança Pública defendeu, que haja cercamento parcial, para facilitar a entrada, a revista. A Secretaria de Cultura ficou de dar uma resposta”.

Apesar das medidas de proteção anunciadas pelo GDF, uma das organizadoras do coletivo de Blocos Fora do Armário, Dayse Hansa, explica que o planejamento deveria ocorrer no ano anterior.


“O Carnaval do ano seguinte começa na quarta de cinzas, porém não tem começado. Então acho que esse triste episódio pode marcar, sim, uma mudança. Temos que ter uma operação como se tem na Copa do Mundo, Olimpíada”.


Um dos organizadores do Setor Carnavalesco Sul, Ian Viana, revela que a reunião de última hora serviu para confirmar a falta de planejamento de longo prazo.


“Acho que é uma reunião que reflete a ausência de planejamento sério e árduo para o Carnaval”.

 

Segundo os blocos de carnaval, na época da folia o DF é o sétimo destino mais procurado em todo o Brasil. A expectativa é que um milhão de pessoas compareçam à folia deste ano.

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo