IBGE: Um a cada quatro brasileiros não tem acesso à Internet

46 milhões de pessoas

Publicado em 29/04/2020 - 11:01 Por Tamara Freire - Rio de Janeiro

 A inclusão digital da população brasileira continua avançando, mas não com a mesma velocidade em todo o país. Em 2018, de acordo com o IBGE, 74,7% das pessoas já acessavam a internet, um avanço considerável com relação aos quase 70% alcançados em 2017. Mas isso também significa que quase 25% da nossa população ainda não utilizava a rede, tão essencial para obter informações e realizar de forma facilitada uma série de serviços.

 

Já com relação aos domicílios, mais de 79% deles tinham acesso à internet em 2018 - cerca de 4 ponto percentual a mais do que o verificado no ano anterior. Esse número passa de 86% nas zonas urbanas das regiões sudeste e centro oeste, mas não chega a 45% na área rural do nordeste, e fica em torno de 33% na zona rural do norte do país. A gerente da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios do IBGE, Maria Lucia Vieira, diz que um olhar sobre as motivações ajuda a entender essa discrepância.

 

Nas zonas rurais de maneira geral, onde cerca de 20% dos domicílios ainda não tem acesso à internet, a ausência do serviço é uma justificativa relevante, alegada em quase 21% dos casos. Já entre os pouco mais de 16% dos lares urbanos sem acesso à rede, esse motivo é relatado em apenas 1% dos domicílios. Nesse recorte, a principal motivação para se manter de fora da internet é a falta de interesse, com quase 40%.

 

Em outras análises, o suplemento sobre Tecnologia da Informação e Comunicação confirma algumas tendências, como o avanço das plataformas de exibição de filmes e séries. De acordo com Maria Lucia Vieira, essa é a principal razão para o uso da televisão como equipamento de acesso à internet ter apresentado o maior crescimento.

 

"Ainda não é grande, está em 23%, mas é o que mais cresceu, pois antes era 16%. Isso está bem alinhado com os motivos para acessar a Internet. Oitenta e seis por cento das pessoas alegaram que acessam a rede para assistir vídeos e séries". 

 

Mas nenhum equipamento é páreo para o telefone celular. Em 2018, 99,2% dos domicílios com acesso à internet utilizavam o aparelho, e em 45,5% deles essa era a única forma de acesso. Complementando essa informação, a conexão por banda larga móvel subiu de 78,6% para 80,2% em um ano. Na região norte, a soberania do telefone celular é ainda mais expressiva, com o uso do 3G ou 4G chegando próximo de 90%, enquanto a banda larga fixa ficou em 53,4% - bem abaixo dos quase 76% verificados em todo o país.

Últimas notícias
Educação

No Rio o Trilha Empreendedora vai atender alunos de outras 76 escolas

Mais alunos da rede pública do estado do Rio de Janeiro terão oportunidade extra de capacitação e aproximação com o mercado de trabalho em 2022.

Baixar arquivo
Geral

Criado Programa de Operações de Proteção Etnoambiental e Territorial

Com o objetivo de responder a eventuais situações de urgência e emergência enfrentadas por povos indígenas, a Funai criou o Programa de Operações Especiais de Proteção Etnoambiental e Territorial.

Baixar arquivo
Saúde

Dose de reforço é indicada após 30 dias dos sintomas da covid

 A recomendação é de que se aguarde pelo menos quatro semanas após o início dos sintomas da covid, ou após o resultado positivo no teste PCR. ou de confirmação da gripe ou doenças respiratórias.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Onda de forte calor deve diminuir esta semana na região Sul

O calor intenso deve permanecer até quarta-feira (26), quando uma frente fria deve passar a atuar no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná — derrubando as temperaturas a partir de quinta-feira (27).

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Butantan oferece atividades virtuais de ciências para as crianças

Com museus e parque fechados para visitação por causa da pandemia, o Instituto Butantan, localizado em São Paulo, disponibiliza, a partir desta segunda-feira (24), uma programação online gratuita para crianças e adultos.

Baixar arquivo
Economia

Um a cada cinco brasileiros só utiliza conta bancária digital

As contas bancárias digitais, aquelas que só funcionam pela internet, deixaram de ser mais um modismo e caíram no gosto popular, diz pesquisa do Instituto Locomotiva.

Baixar arquivo