Witzel nega participação em irregularidades e diz estar à disposição da Justiça

Em nota

Publicado em 26/05/2020 - 12:31 Por Raquel Júnia - Rio de Janeiro

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel afirmou que não tem qualquer participação em irregularidades denunciadas pelo Ministério Público Federal e que está a disposição da Justiça.

 

A declaração foi feita em nota após a Polícia Federal deflagrar, nesta terça-feira (26), operação com o objetivo de apurar possíveis desvios em contratos da saúde no estado, e que teve o próprio Palácio Laranjeiras, residência oficial do governador, como alvo de um dos mandados de busca e apreensão.


Witzel enfatizou que causa estranheza o fato de a ação ter sido antecipada por deputados aliados do presidente Jair Bolsonaro o que, para ele, demonstra com nitidez que houve vazamento.

 

Em uma entrevista à Radio Gaúcha, nesta segunda-feira (25), véspera da operação, a deputada Federal Carla Zambelli, do PSL-SP, antecipou que a Polícia Federal deflagraria ações para investigar suspeitas de irregularidades  cometidas por governadores no contexto da pandemia.


Na nota, Wilson Witzel faz menção ainda à representação já encaminhada à Procuradoria Geral da República sobre uma possível interferência do presidente na Polícia Federal.  Para Witzel, a antecipação da operação por aliados do presidente confirma que a interferência está oficializada.


A operação Placebo cumpriu 12 mandados de busca e apreensão em endereços do Rio e de São Paulo. Segundo a Polícia Federal, o objetivo é apurar indícios de desvios de recursos públicos durante as ações de enfrentamento da pandemia do coronavírus.

 

Diferente de outras operações envolvendo os poderes no Rio de Janeiro, os mandados foram expedidos pelo Superior Tribunal de Justiça.

 

Também em nota, a Polícia federal informou que elementos de prova, obtidos durante investigações iniciadas no Rio pela Polícia Civil e Ministérios Públicos estadual e federal, foram compartilhados com a Procuradoria-Geral da República como parte de investigação em curso no STJ.

 

Essas provas, ainda de acordo com a PF, apontam para a existência de um esquema de corrupção envolvendo servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde fluminense e uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha.

 

A ação desta terça-feira (26) envolve agentes federais da Superintendência Regional do Distrito Federal e não do Rio de Janeiro, e acontece após a Operação Favorito, deflagrada há 12 dias, também com objetivo de apurar suspeitas de desvios em contratos na saúde, envolvendo organizações sociais.

 

Na ocasião, foram presos, entre outras pessoas, um empresário e o ex-deputado estadual Paulo Melo.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Direitos Humanos

Imigrantes venezuelanos são absorvidos na rede de ensino de Pacaraima

Desde a flexibilização da entrada de imigrantes venezuelanos em situação de vulnerabilidade, ao Brasil, a cidade, em Roraima, mais que dobrou o número de estudantes matriculados na rede municipal de ensino.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Pesquisadores da UFPR transformam lixo em energia elétrica

Reduzir, reutilizar, reciclar.  Os três Rs da sustentabilidade. Resultados alcançados por pesquisadores da Universidade Federal do Paraná mostraram que é possível transformar lixo em energia elétrica, e muito mais, usando microalgas no processo.

Baixar arquivo
Educação

23 estados já anunciaram retorno das aulas presenciais

Depois de 1 ano e 6 meses fechadas, a maioria das escolas públicas do país deve reabrir neste mês de agosto. Apenas Paraíba e Acre têm previsão de retorno em setembro, quando a vacinação dos professores deve incluir a segunda dose. Roraima é o único estado sem data prevista.

Baixar arquivo
Saúde

Aleitamento materno melhora saúde da mães e dos bebês

O médico pediatra Moisés Chencinski explica que o poder público também é responsável por oferecer suporte para que as mães que precisam e querem amamentar seus bebês, façam isso com respeito e segurança.

Baixar arquivo
Saúde

Sono inadequado e cochilos de dia podem afetar memória e aprendizado

Adolescentes que têm o hábito de dormir menos de oito horas de sono de qualidade durante a noite podem criar o costume inadequado de tirar cochilos durante o dia. Esse comportamento pode gerar prejuízos relacionados ao aprendizado, à memória e ao desempenho escolar.

Baixar arquivo
Geral

Entra em vigor punição para empresas que usarem dados sem autorização

Está valendo, a partir desta semana, a aplicação de penalidades contra as empresas que violarem a Lei Geral de Proteção de Dados.

Baixar arquivo