Caixa: problemas no aplicativo para uso do auxílio de R$ 600 são provocados por volume de acessos

Segundo Caixa

Publicado em 09/07/2020 - 21:44 Por Graziele Bezerra - Brasília

Lentidão, mensagens de erro, muito tempo de espera nas filas virtuais. Essas são algumas das queixas relatadas por beneficiários do Auxílio Emergencial que tentam pagar suas contas pelo aplicativo da Caixa.


É o caso do músico Amaro Vaz, que desde o dia 3 de julho encontra dificuldade para realizar transações.


Os problemas, segundo o vice-presidente de tecnologia e digital da Caixa, Cláudio Salituro, são provocados pelo grande volume de pessoas utilizando o sistema, que vem passando por atualizações para diminuir o tempo de espera.


E depois de beneficiários reclamarem do sumiço de dinheiro aos tentarem fazer transferências para carteiras digitais, como o Nubank e o PicPay, Salituro explicou que não existe nenhuma possibilidade de isso ocorrer.


Desde que foi lançado, o auxílio emergencial já foi pago a mais de 65 milhões de brasileiros, num montante superior a R$ 121 bilhões.

Últimas notícias
Internacional

ONU pede fim de atividades militares perto de usina nuclear ucraniana

O líder das Nações Unidas, António Guterres, pediu às forças militares da Rússia e da Ucrânia que cessem, imediatamente, todas as atividades militares perto da usina nuclear de Zaporizhzhia, no sul da Ucrânia.
 

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz pede registro de novos testes contra varíola dos macacos

A Fundação Oswaldo Cruz pediu à Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - o registro de dois novos teste para diagnóstico de monkeypox. O pedido foi feito por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Bio-Manguinhos.

Baixar arquivo
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo