Campanha quer chamar a atenção para desigualdade socioeconômica que atinge mulheres do campo

Campanha da FAO

Publicado em 30/07/2020 - 11:40 Por Victor Ribeiro - Brasília

Sessenta milhões de mulheres vivem na região rural na América do Sul e no Caribe. O número é da FAO, agência da ONU para a Alimentação e Agricultura. Aqui no Brasil, o IBGE aponta que, das pouco mais de 5 milhões de propriedades rurais, cerca de 1 milhão estão sob a responsabilidade de mulheres. Mas elas ainda enfrentam muitos obstáculos, como destacou a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

 

Para reduzir essas dificuldades, a FAO lançou, nessa quarta-feira (29), a quinta edição da campanha “Mulheres do Campo, Mulheres de Direitos”. É uma iniciativa conjunta com diversos países, entre eles o Brasil, que começou em 2015.

 

A proposta da campanha é dar visibilidade às mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes. Isso porque elas vivem e trabalham em um contexto de desigualdades estruturais e desafios sociais, econômicos e ambientais. Apesar do avanço da agricultura, a pandemia do novo coronavírus afetou demais os outros setores rurais em que as mulheres têm participação relevante. Entre eles, a prestação de serviços, o comércio, o artesanato e o turismo.

 

O representante da FAO no Brasil, Rafael Zavala, destacou que elas também sofrem violência no campo.

 

A FAO e outras cinco agências das Nações Unidas estão finalizando um projeto para fortalecer as atividades rurais não agrícolas. E o foco será exatamente nas mulheres dedicadas a serviços de comércio, artesanato e turismo.

 

O lançamento da campanha foi no Palácio do Planalto. O presidente Jair Bolsonaro participou da cerimônia, mas não discursou.

Últimas notícias
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo
Internacional

Olaf Scholz é eleito novo chanceler da Alemanha

Aos 63 anos, o ex-ministro das Finanças de Angela Merkel se torna o nono chanceler da Alemanha no pós-guerra. Ele venceu a votação secreta por 395 votos do 736 deputados do plenário.

Baixar arquivo
Saúde

Incidência global de covid-19 está em alta: 4 milhões de novos casos

OMS divulgou esta quarta-feira o balanço semanal da pandemia de coronavírus, confirmando que a incidência alcançou um pico entre os dias 29 de novembro e 5 de dezembro.

Baixar arquivo
Saúde

OMS diz que vacinas disponíveis são eficazes contra variante Ômicron

A Organização Mundial da Saúde (OMS) diz que não há razão para duvidar da eficácia das vacinas disponíveis contra a nova variante Ômicron, do coronavírus.

Baixar arquivo