Indígenas montam estratégia própria contra a covid-19 em Andirá-Marau

Barreiras sanitárias fiscalizam barcos de pesca, recreio e comerciais

Publicado em 30/09/2020 - 12:56 Por Bianca Paiva - Brasília

Assim que souberam da pandemia do novo coronavírus, ainda no mês de março, indígenas da etnia Sateré-Mawé, do Amazonas, decidiram montar estratégias próprias para evitar que a doença se espalhasse pela terra indígena Andirá-Marau. Essa iniciativa foi alvo de um estudo dos pesquisadores Bader Sawaia e Flávia Busarello, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, e Renan Albuquerque, da Ufam, a Universidade Federal do Amazonas. Segundo o professor Renan, os indígenas criaram barreiras sanitárias para fiscalizar a circulação de barcos de pesca, recreio e comerciais.

Renan destaca que a medida adotada pelos sateré ajudou a diminuir os casos da covid-19 dentro das aldeias.

Apesar de ser uma estratégia bem-sucedida para conter o avanço do novo coronavírus, por outro lado, a criação das barreiras sanitárias têm dificultado o acesso dos indígenas aldeados a alimentos que vem de fora. É o que observou o pesquisador.

Renan Albuquerque informou que o estudo foi publicado na Revista Psicologia e Sociedade, considerada de grande relevância no meio científico.

Procuramos a Funai para saber se o órgão tem acompanhado as ações dos indígenas sateré-mawé no combate à covid-19, mas até o fechamento desta reportagem, não recebemos retorno.

 

Edição: Joana Lima

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Manaus começa vacinar pessoas com comorbidades a partir desta segunda

A partir desta segunda-feira, dia 12, pessoas com qualquer tipo de comorbidades, que são as doenças preexistentes, vão poder buscar a vacina, contra a Covid-19, em Manaus, no Amazonas.

Baixar arquivo
Justiça

Vacina covid: TJ Rio mantém prioridade de professores e policiais

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, decidiu manter, na íntegra, o decreto estadual que beneficia os trabalhadores das forças de segurança e da educação como parte do grupo prioritário para vacinação contra a covid-19. 

Baixar arquivo
Segurança

PM do Rio prende lider de facção acusado de mais de 30 homicídios

O Comando de Operações Especiais da Polícia Militar do Rio de Janeiro prendeu, na manhã deste sábado, um homem apontado como líder de uma facção criminosa do tráfico no Estado.

Baixar arquivo
Saúde

Em Maceió prefeitura organiza ação de vacinação por 24 horas

Na capital Alagoana, Maceió, a imunização contra a covid-19 não vai ter descanso neste fim de semana. A vacinação vai ocorrer por 24 horas. A força-tarefa vai ter início às 16h deste sábado e se estende até às 16h de domingo.

Baixar arquivo
Economia

Caixa paga neste domingo auxílio emergencial para nascidos em março

A Caixa Econômica Federal começa a pagar neste domingo a primeira parcela do Auxílio Emergencial 2021 aos beneficiários nascidos em março e que não fazem parte do Bolsa Família. A Caixa informou que nessa sexta-feira dois milhões de pessoas nascidas em fevereiro receberam os pagamentos.

Baixar arquivo
Economia

Cheia de rios no Amazonas provoca perdas financeiras para agricultores

A cheia dos rios no Amazonas já provocou perdas financeiras para os agricultores em 15 municípios do Estado. As produções agrícolas mais afetadas ficam nas regiões dos rios Purus, Juruá, Madeira e médio Solimões. De acordo com o Idam o prejuízo pode chegar a R$ 100 milhões

Baixar arquivo