Operação Talha investiga esquema de corrupção no Into, no RJ

Ex-deputado Francisco Floriano está entre alvos de ação da PF e MP

Publicado em 09/12/2020 - 13:58 Por Raquel Júnia - Rio de Janeiro

Uma operação do Ministério Público Federal e da Polícia Federal cumpriu nove mandados de busca e apreensão nesta quarta-feira (9) para investigar um esquema de corrupção no Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad, o Into, no Rio de Janeiro.

Entre os alvos estão endereços ligados ao ex-deputado federal Francisco Floriano, do Democratas. Os mandados foram cumpridos no Rio de Janeiro e Brasília.

A Operação chamada de Talha é um desdobramento das Operações Fatura Exposta e Ressonância, realizadas em 2017 e 2018, que também apuraram irregularidades em contratos da área da saúde no Rio de Janeiro. Os agentes apreenderam R$168 mil em um dos locais durante o cumprimento dos mandados.

Segundo o Ministério Público Federal, o esquema teria funcionado entre 2016 e 2018 e os atos de lavagem de dinheiro persistem até agora.

As investigações sustentam que o ex-deputado teria se aproveitado de  sua posição para comandar o hospital público. Floriano teria influência direta na nomeação de diretores, questões administrativas do hospital e até mesmo na marcação de exames e cirurgias de pessoas de seu interesse. O ex-parlamentar teria ainda solicitado e recebido propina dos empresários que tinham interesse em obter facilidades e proteção nos contratos com o Into.

O Ministério Público Federal afirma que há provas que sustentam as acusações, como o recebimento de transferências bancárias suspeitas, de depósitos em espécie e pagamento de boletos de despesas com pessoas por meio de terceiros. As investigações iniciaram no Supremo Tribunal Federal, mas com o término do mandato do ex-parlamentar, o processo foi  encaminhado à 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro.

A Justiça determinou também o bloqueio de até R$ 1,772 milhão dos acusados, a partir do cálculo dos valores que os acusados teriam recebido como propina, além de um montante destinado à reparação de danos morais coletivos. Os investigados poderão responder pelos crimes de organização criminosa, lavagem de capitais e corrupção passiva.

Até o fechamento desta reportagem, o ex-deputado não foi localizado para comentar as acusações.

 



 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Fiocruz vai entregar nova remessa de vacinas contra covid nesta sexta

O carregamento, somado aos lotes liberados nesta semana, alcança um total de 4,6 milhões de doses.

Baixar arquivo
Esportes

Confira os resultados de quinta-feira (23) no futebol

Na Série B do Campeonato Brasileiro, o CSA derrotou o Botafogo por 2 a 0. Na Copa Sul-Americana, o Athletico Paranaense foi até o Uruguai e venceu o Peñarol  por 2 a 1 na primeira partida das semifinais.

Baixar arquivo
Saúde

Pesquisadores descobrem vírus parecido com o da covid-19 em morcegos

Ele foi descoberto justamente durante uma pesquisa para tentar desvendar a origem do Sars-Cov-2, que se transformou na pior pandemia dos últimos tempos.

Baixar arquivo
Geral

SIMU: sistema une dados públicos sobre mobilidade urbana

O portal do Ministério do Desenvolvimento Regional, lançado nesta quinta-feira dentro da Semana Nacional de Mobilidade, une dados públicos de diversas fontes como o IBGE, Agência Nacional do Petróleo e Gás e Datasus.

Baixar arquivo
Política

Comissão da Câmara aprova substitutivo à PEC da Reforma Administrativa

Foram 28 votos favoráveis e 18 contrários. O texto retoma vários pontos da proposta encaminhada pelo governo ao Congresso Nacional, em setembro do ano passado.

Baixar arquivo
Esportes

Brasil avança para quartas de final na Copa do Mundo de Futsal

Nas quartas de final, os brasileiros vão enfrentar a seleção de Marrocos, no próximo domingo (26), às 10h, horário de Brasília, na cidade de Vilnius, na Lituânia.

Baixar arquivo