Amazonas flexibiliza restrições de circulação a partir de segunda

Comércio não essencial continua operando por delivery, no entanto

Publicado em 05/02/2021 - 21:30 Por Renata Martins - Brasília

A partir de segunda-feira o estado do Amazonas terá regras menos rígidas de isolamento social. As mudanças nas medidas de circulação para conter pandemia de Covid-19 foram anunciadas nessa sexta-feira.

O toque de recolher será das 19h às 6h. O decreto que vale até domingo proibia a circulação de pessoas durante todo o dia.

O comércio só poderá realizar vendas por meio eletrônico e a entrega por delivery das 8h às 17h. Bares e restaurantes também ficam de portas fechadas, mas podem funcionar com serviço de entrega em casa ou como drive-thru.

Já indústrias e obras da construção civil podem manter as atividades, mas terão que fazer o transporte dos empregados por conta própria e evitar, assim, que os trabalhadores usem transporte público.

O governador Wilson Lima afirmou que a decisão considerou critérios científicos.

O decreto que começa a vigorar neste 8 de fevereiro é válido por oito dias.

Segundo Cristiano Costa, diretor da Fundação de Vigilância em Saúde, o estado apresenta uma desaceleração na taxa de transmissão da doença.

Apesar dessa desaceleração, o estado tem um elevado índice de óbitos. Na quinta-feira, o diretor da Vigilância em Saúde afirmou que o Amazonas tem taxa de mortalidade 3,10, enquanto a média brasileira é de 2.4.

O governador Wilson Lima disse nessa sexta-feira que o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, apresentou a proposta para priorizar o Amazonas no Plano Nacional de Imunização e vacinar um terço da população até março. Isso significa imunizar 1,3 milhão amazonenses em menos de dois meses.

Cerca de 90 mil pessoas foram imunizadas. Até o momento, o Amazonas recebeu 460 mil doses da vacina contra a Covid-19.

A vacinação em Manaus chegou a ser suspensa por dois dias, após denúncias de irregularidades na imunização.

Nesta primeira fase da vacinação, estão sendo imunizados povos indígenas aldeados; trabalhadores de saúde; idosos de mais de 80 anos ou com mais de 60 anos que vivem em abrigos.

Importante lembrar que quem já tomou a vacina deve manter os cuidados para evitar a disseminação do coronavírus, como o uso de máscara, lavagem das mãos, uso de álcool em gel e evitar aglomerações.

Últimas notícias
Economia

Inflação para os mais pobres sobe quase 1% em novembro

De acordo com os dados divulgados nesta segunda-feira pela FGV, as pressões para essa alta vieram dos aumentos nos itens alimentação, energia elétrica e combustíveis.

Baixar arquivo
Saúde

Rio instala tenda para atender casos de gripe em Botafogo

Esta é a terceira inauguração dentro do plano de contingência da secretaria de Saúde. Somente na última semana, a procura por atendimentos em todo o estado, aumentou 400%.

Baixar arquivo
Geral

Vale do Anhangabaú é reaberto hoje ao público

O consórcio Viva o Vale, empresa que ganhou a concessão por 10 anos, assumirá o local a partir de hoje para administrar e cuidar da manutenção.

Baixar arquivo
Geral

Tarifa Social: Aneel regulamenta inclusão automática de beneficiários

O programa beneficia atualmente cerca de 12 milhões de famílias beneficiadas pela tarifa; a expectativa do governo é que mais de 11 milhões tenham acesso ao benefício.

Baixar arquivo
Saúde

Nove estados têm mais de 90% da população vacinada com a primeira dose

Entre os estados que conquistaram o resultado da vacina contra covid-19 estão: Santa Catarina, Roraima, São Paulo, Espírito Santo, Paraná e Minas Gerais.

Baixar arquivo