Manaus, Manacapuru e Itacoatiara devem ter inundações severas este ano

Publicado em 31/03/2021 - 15:29 Por Maíra Heinen - repórter da Rádio Nacional - Brasília

As cidades de Manaus, Manacapuru e Itacoatiara, no Amazonas, devem ter inundações severas este ano e, desde já, é bom cuidar da prevenção. É o que aponta o Alerta de Cheias Manaus, evento realizado pelo CPRM - Serviço Geológico do Brasil.

O CPRM apresenta, desde 1989, a previsão de cota máxima do rio a ser atingida em três oportunidades: no final dos meses de março, abril e maio, para orientar autoridades locais no caso de  inundações, que geralmente ocorrem entre junho e julho.

Diferente de outros anos, desta vez Manacapuru e Itacoatiara também foram contempladas pela apresentação.

Os pesquisadores destacam a influência do La Niña, fenômeno que representa o resfriamento das águas do oceano Pacífico, nas chuvas e enchentes da região. Com o fenômeno, os meteorologistas apontam que, até junho, as chuvas ocorrem ainda um pouco acima do esperado nas bacias do Rio Branco e do Rio Negro.

Moradores da região entendem que a cheia é um processo natural, mas a preocupação é com os eventos adversos. E para 2021, as autoridades precisam se preparar. Pelo menos é o que mostra o primeiro prognóstico apresentado pela engenheira hidrológica do CPRM, Luna Gripp, para a região de Manaus. Na capital, o Rio Negro pode passar a marca de 29 metros e 45 centímetros, nível considerado severo.

Em Manacapuru, o rio Solimões pode chegar a 20 metros e 20 centímetros e em Itacoatiara, o rio Amazonas deve atingir 14 metros e 90 centímetros, todos dentro da cota de evento extremo.

Os pesquisadores advertem também que as enchentes têm se repetido com mais intensidade e mais frequência nos últimos 100 anos, mas a probabilidade da cheia em Manaus se comparar à que ocorreu em 2012 é de apenas 17%.

O próximo alerta será realizado no dia 30 de abril e trará um pouco mais de precisão em relação às medições.

Edição: Beatriz Arcoverde/ Leila Santos

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Motoristas e cobradores são vacinados contra covid em várias cidades

Motoristas e cobradores são uma das categorias mais afetadas pela pandemia do coronavírus. Um estudo do Dieese mostra que o desligamento de trabalhadores do setor de transportes em função de morte cresceu mais de 95% entre o primeiro trimestre de 2020 e o primeiro trimestre de 2021.

Baixar arquivo
Cultura

Perto dos 90 anos, Zuenir Ventura estreia série Depoimentos Cariocas

Vídeos sobre a memória da cidade do Rio de Janeiro, por meio do olhar de quem já contou tantas histórias sobre ela, são o tema da série “Depoimentos Cariocas”.

Baixar arquivo
Saúde

SP: motoristas e cobradores de ônibus começam a ser vacinados

Motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais do estado de São Paulo começaram a ser vacinados nesta terça-feira. Vão receber a vacina as pessoas com mais de 47 anos, e a previsão é imunizar 165 mil trabalhadores.

Baixar arquivo
Saúde

Câmara discute autorização do cultivo da maconha para uso medicinal

Agressão e bate-boca marcaram a discussão na Câmara dos Deputados sobre o projeto de lei que autoriza o cultivo da maconha para fins medicinais e a votação da medida foi adiada.

Baixar arquivo
Segurança

Golpe! Falsários enviam carta informando sobre supostas indenizações

Mais um golpe na praça. Tem gente se passando por representante do Ministério da Economia e enviando uma carta para contribuintes informando sobre supostas indenizações ou resgate de contribuições previdenciárias.

Baixar arquivo
Internacional

Consulado do Japão oferece 6 tipos de bolsas de estudo a brasileiros

As oportunidades são para cursos de graduação com duração de 5 anos; escola técnica com previsão de formação em 4 anos e cursos profissionalizantes com duração de 3 anos.

Baixar arquivo