Domingo é Dia das Mães e as que estão em home office superam desafios

Publicado em 07/05/2021 - 07:51 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

A pequena Maitê, de dez meses, nasceu na capital do país, em meio à pandemia de coronavírus. Filha da servidora pública Flávia Silva, ainda não tem ideia das mudanças que trouxe na vida da mãe. Mas não bastou a maternidade para mudar a vida de Flávia. Com a pandemia, veio a realidade do trabalho em casa, o chamado home office. O marido trabalha fora e, com o fim da licença maternidade, há quatro meses, Flávia perdeu o cargo de confiança que ocupava. Agora, ela tenta equilibrar a vida de mãe, servidora e dona de casa, tudo no mesmo espaço.

A realidade de Flávia reflete a importância tanto do trabalho produtivo, quanto do reprodutivo. Segundo a psicóloga e professora do Departamento de Psicologia clínica da Universidade de Brasília, Carla Antloga, é preciso exercer o trabalho reprodutivo, de alimentar e cuidar das crianças. O que, na visão da especialista, gera uma sobrecarga nas mulheres, até mesmo nas que têm suporte.

Para a especialista Carla Antloga, que estuda o trabalho feminino, o papel de uma rede de apoio é imprescindível na vida das mães em home office. Mas destaca que a atuação dos companheiros como pais das crianças não é rede de apoio, é papel social. Para muitas mulheres que convivem com os pais das crianças ou parente que ajuda, a rotina se torna menos pesada. Isso quando o papel é realmente exercido, principalmente pelo pai.

Com mudanças tão desafiadoras na rotina, a psicóloga Carla Antloga, da Universidade de Brasília, avalia ser difícil que isso não afete na produtividade do trabalho antes executado no ambiente corporativo. Apesar da chance de conviver mais tempo com os filhos, em casa, essa rotina pode provocar queda na produtividade, o que é esperado. Mas Carla Antloga destaca que, neste caso, a sociedade, empresas e órgãos precisam olhar os prazos e demandas das mães em home office de formas diferentes e com empatia.

A psicóloga destaca ainda que a sociedade precisa acabar com o pensamento contraditório de esperar que as mães trabalhem como se não tivessem filhos ou que tenham filhos como se não trabalhassem. Do contrário, a tendência vai ser uma redução cada vez maior de mulheres mães no mercado de trabalho.

Um estudo da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe, das Nações Unidas, aponta que a pandemia regrediu em dez anos a participação das mulheres no mercado de trabalho, na América Latina. O relatório aponta que em 2020, 118 milhões de mulheres estavam em situação de pobreza, como reflexos do aumento do desemprego e da sobrecarga de trabalho doméstico, que chega a ser três vezes maior que dos homens. A ONU afirma também que a sobrecarga aumentada durante a pandemia afetou bem mais a saúde mental das mulheres do que dos homens.

Edição: Leila Santos/ Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Câmara aprova desestatização da Eletrobras

O texto-base da medida foi aprovado por 258 votos a 136. A medida já havia sido aprovada pela Câmara, mas sofreu alterações no Senado na semana passada e, por isso, precisou passar por nova votação dos deputados.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: Queiroga diz que adultos serão vacinados até setembro

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, prometeu nesta segunda-feira vacinar toda população adulta contra o coronavírus com pelo menos uma dose até setembro. Nesta segunda-feira chegou a 501 mil o número de mortos pela covid -19.

Baixar arquivo
Política

Ministros do TSE esclarecem segurança da urna eletrônica a deputados

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral receberam durante a tarde um grupo de deputados federais que fazem parte da comissão especial que discute a Proposta de Emenda à Constituição do voto impresso. Eles conheceram detalhes do sistema de votação eletrônica.

Baixar arquivo
Saúde

Grávidas e puérperas já podem ser vacinadas no DF contra a covid-19

As grávidas e as mulheres que ainda estão no período de resguardo pós parto, de 45 dias -  as puérperas - já podem ser vacinadas no Distrito Federal contra a covd-19. Mas é preciso se cadastrar no sistema de agendamento da Secretaria de Saúde.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: Pesquisa aponta que vacinação evitou 40 mil mortes de idosos

Pesquisa aponta que este ano vacinação já evitou mais de 40 mil mortes de idosos pela covid-19 no Brasil. Os cálculos,indicam que sem a vacinação, a tendência era que em 2021, nos seis primeiros meses, o número de mortes de idosos com mais 70 anos ultrapassaria os 90 mil.

Baixar arquivo
Geral

Em 2019, 1,8 milhão de crianças foram submetidas ao trabalho infantil

1,8 milhão de crianças e adolescentes foram submetidas ao trabalho infantil em 2019, e o trabalho infantil tem um perfil de cor e idade.

Baixar arquivo