Famílias do AM atingídas pelas cheias vão receber o Auxílio Enchente

Publicado em 07/05/2021 - 18:51 Por Beatriz Albuquerque - Brasília

Cem mil famílias do Amazonas, que tiveram as moradias atingidas pelas enchentes, vão receber R$300 de auxílio do governo do estado. A região vem sofrendo com as cheias frequentes e a expectativa é que essa seja a quinta maior cheia do Rio Negro de todos os tempos.

Nessa quinta-feira, o prefeito de Manaus decretou estado de emergência justamente pela possibilidade de enchentes históricas na cidade. 

Desde fevereiro, o governo do Amazonas está realizando a Operação Enchente, com uma série de ações para minimizar o impacto da subida das águas dos rios.

O Auxílio Estadual Enchente vai ser pago em parcela única por meio de um cartão que será entregue às famílias beneficiadas. É preciso que o município esteja em estado de emergência para que a população possa receber o auxílio.

De acordo com o governador Wilson Lima, o auxílio vai contribuir para movimentar o mercado, ao injetar cerca de R$ 30 milhões na economia do Estado. Com essa ação, os investimentos do governo do Amazonas nessa enchente já chegam a R$ 97 milhões. Wilson Lima disse que a situação das cheias no Amazonas é a pior em 100 anos.

A Operação Enchente inclui ajuda humanitária, água potável e ações na área social, de saúde e fomento, como a anistia de dívidas e operações de crédito para os municípios em Situação de Emergência em razão da cheia.

As famílias que quiserem se cadastrar precisam inserir os dados em um aplicativo. As equipes da prefeitura irão até as casas atingidas pela enchente para fazer o registro desse dados e entregar o cartão do Auxílio Estadual Enchente. Em 48 horas, se todas as informações estiverem compatíveis com os requisitos, o valor já estará disponível para o cidadão que vai poder comprar alimentos em estabelecimentos cadastrados.

Para saber os critérios do benefício e outras informações, basta acessar auxilio.am.gov.br.

 

Edição: Paula de Castro/ Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Deputados voltarão a analisar MP sobre privatização da Eletrobras

O Senado aprovou nessa quinta-feira (17) a Medida Provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras, a maior empresa de energia elétrica da América Latina. 

Baixar arquivo
Esportes

Brasil vence Peru por 4 a 0

O Brasil ganhou do Peru por 4 a 0, nesta quinta-feira (17), pela Copa América. Já a Colômbia e a Venezuela empataram em 0 a 0.

Confira as notícias do futebol com Bruno Mendes.

Baixar arquivo
Justiça

STF proíbe manutenção de empregos de aposentados em estatais após 2019

O plenário do Supremo Tribunal Federal decidiu que o vínculo empregatício de funcionários de empresas estatais deixa de existir para todos os que se aposentaram depois da reforma da previdência de 2019.

Baixar arquivo
Política

Bolsonaro pede a supermercadistas que não aumentem a cesta básica

Durante encontro com empresários, no Rio de Janeiro, o presidente da Republica, Jair Bolsonaro, fez um apelo ao setor supermercadista para que segurem os preços da cesta básica. Os empresários entregaram uma carta com pedidos de avanço da vacinação e prorrogação do auxílio emergencial

Baixar arquivo
Saúde

Com aumento de casos de covid, Araraquara vai adotar novo lockdown

Com crescimento de casos de coronavírus, Araraquara vai adotar novo lockdown. A decisão foi tomada nessa quinta-feira depois da cidade registrar pelo terceiro dia consecutivo mais de 20% de testes positivos nas amostras colhidas de pessoas com sintomas e assintomáticas.

Baixar arquivo
Saúde

Governo do DF vai flexibilizar medidas de combate à covid-19

O governo do Distrito Federal vai publicar nesta sexta-feira novo decreto flexibilizando medidas de combate à covid-19. Com isso, pessoas do grupo de risco vacinadas devem voltar ao trabalho 30 dias após o recebimento da segunda dose da vacina ou da dose única.

Baixar arquivo