Rio de Janeiro lança plataforma para controle de acidentes de trânsito

Publicado em 20/09/2021 - 17:01 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

Uma ferramenta para facilitar a pesquisa e acompanhamento dos delitos que ocorrem nas ruas e estradas do Rio de Janeiro foi lançada pelo Instituto de Segurança Pública do Estado, nesta segunda-feira (20), para marcar a Semana Nacional do Trânsito.

É o ISPTrânsito, que poderá ser encontrado no site rj.gov.br. Com gráficos, mapas e tabelas dinâmicas, a plataforma possibilita a consulta de cidades e ruas com maior número de acidentes, por exemplo. Os primeiros dados disponibilizados fazem uma comparação entre os anos de 2019, 2020 e 2021. E já mostram como a pandemia do coronavírus modificou a curva de registros de delitos de trânsito.

O estado do Rio registrou queda de mais de 35% nos acidentes de trânsito entre março do ano passado a fevereiro de 2021, na comparação com o período anterior. Apesar da redução expressiva dos registros de acidentes, o número de homicídios culposos se manteve praticamente estável, apresentando queda de pouco mais de 2%.

Os homens foram vítimas de quase 75% dos acidentes e de 82% dos homicídios culposos que aconteceram no trânsito no período pandêmico, que se iniciou em março de 2020. Pessoas com idades entre 30 e 59 anos representaram mais de 48% das vítimas fatais; e metade dos acidentados no estado.

Sobre onde foram registrados os delitos, os municípios do Rio, Niterói, Nova Iguaçu, São Gonçalo e Duque de Caxias ocupam as primeiras cinco posições no ranking dos que registraram mais acidentes de trânsito na pandemia. No interior do estado, Campos aparece em primeiro lugar, seguido por Araruama, Petrópolis, Teresópolis e Volta Redonda.

Na capital, três avenidas se destacam no número de registros de acidentes: Avenida Brasil, Avenida das Américas e Avenida Dom Hélder Câmara. Já no caso dos homicídios culposos, a Avenida Brasil continua aparecendo em primeiro lugar, mas vem seguida da Avenida Cesário de Melo e da Avenida Santa Cruz.

Edição: Sâmia Mendes / Guilherme Strozi

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Com chuvas fortes na madrugada, SP permanece com o tempo instável

Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas (CGE), da prefeitura de São Paulo, as áreas de instabilidades se deslocam do interior rumo à Grande São Paulo, provocando chuva com até forte intensidade entre a região de Sorocaba e o sudoeste da Grande São Paulo.

Baixar arquivo
Educação

Escolas no Rio iniciam retorno das aulas presenciais sem rodízio

Numa primeira fase, estão sendo retomadas as aulas em todas as escolas municipais para pré-escola, 1º, 2º, 5º e 9º anos do ensino fundamental e programa Carioca II, de aceleração de ensino.

Baixar arquivo
Saúde

Câncer de mama: homens devem fazer mamografia a cada dois anos

Devido à baixa incidência da doença em homens, não há programas de rastreio da doença no público masculino. Por isso, o Ministério da Saúde recomenda que os homens façam mamografias a cada dois anos entre 50 e 69 anos de idade.

Baixar arquivo
Esportes

Seleção brasileira de atletismo vence Campeonato Sul-Americano Sub-23

Os atletas brasileiros conquistaram 56 medalhas, sendo 25 de ouro, 18 de prata e 13 de bronze, e somou 517 pontos, 276 no masculino e 241 no feminino.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz defende continuidade no uso de máscaras e comprovante vacinal

Pesquisadores do Observatório Covid-19, da Fiocruz, defendem que o sucesso no controle da pandemia, no atual estágio em que o Brasil se encontra, requer, além de elevada cobertura vacinal , a associação de medidas, como higienização das mãos, distanciamento social, uso de máscara e comprovante de imunização.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Projeto Adapt da UFJF ajuda crianças com dificuldade de se movimentar

Uma equipe de 25 pessoas recebe carrinhos como aqueles usados para passear com crianças em shopping centers. Em seguida, transformam o brinquedo em um carro elétrico, e, depois, fazem adaptações personalizadas, de acordo com a necessidade de cada um.

Baixar arquivo