Rio lança auxílio para mulheres em situação de violência doméstica

Valor será de R$ 400

Publicado em 19/01/2022 - 12:10 Por Solimar Luz - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, mulheres em situação de violência doméstica e de vulnerabilidade econômica ou social já podem ter acesso ao Cartão Carioca, no valor de R$ 400. Para ter direito ao benefício, é preciso morar na cidade e ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa. Neste primeiro momento, serão 80 beneficiadas. Mas, o objetivo da prefeitura é chegar a 500 cartões.

O auxílio será pago por até seis meses, prorrogáveis por mais três, conforme análise da equipe técnica da Secretaria Municipal de Políticas e Promoção da Mulher. A secretária Joyce Trindade avalia que, diante do aumento da violência contra a mulher, projetos como este são fundamentais.

Segundo levantamento da secretaria, cerca de 34 mil mulheres foram vítimas de violência, no Rio de Janeiro, em 2020. Além disso, quase 25%, que sofreram esse tipo de violência durante a pandemia, disseram que a perda de renda familiar pesou para a ocorrência do ataque.

Um ciclo que parece não ter fim. Pesquisa Data Senado, em parceria com o Observatório da Mulher contra a Violência, mostra que 27% das brasileiras já sofreram algum tipo de agressão doméstica ou familiar praticada por um homem.

Essa realidade também foi confirmada na  terceira edição da pesquisa “Visível e Invisível”, divulgada  pelo Fórum Brasileiro de Segurança, que destacou como a pandemia vem afetando as relações familiares. Segundo a pesquisa, uma em cada quatro brasileiras acima de 16 anos sofreu algum tipo violência física, psicológica ou sexual, o que representa um universo de cerca de 17 milhões de mulheres. A pesquisa ouviu 2.079 homens e mulheres, em 130 municípios brasileiros, no período de 10 a 14 de maio de 2021.

A psicóloga Thaís Ribeiro, da ONG SobreViver, de combate à violência doméstica, avalia que há urgência para implantação de iniciativas como a do Rio, assim como o programa Mulher Protegida, em Rondônia, e o "Tem Saída”, do Ministério Público de São Paulo.

No âmbito federal, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, disponibiliza em sua página na internet cartilhas destinadas ao enfrentamento da violência doméstica e familiar. O material pode ser acessado no site gov.br. Basta clicar no link do Ministério. Lá, também é possível encontrar os canais de atendimento à mulher, como o 180.

*Com produção de Ariane Póvoa

Edição: Vitoria Elizabeth / Marizete Cardoso

Últimas notícias
Justiça

MPF abre novo procedimento após morte de cidadão em abordagem da PRF

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas em AL: Governo reconhece situação de emergência em 9 municípios

O governo federal reconheceu a situação de emergência em nove municípios de Alagoas por causa das fortes chuvas que atingem o estado. Outras duas cidades estão com processo de reconhecimento federal em andamento. 

Baixar arquivo
Justiça

Chacina de Unaí: ex-prefeito é condenado a 64 anos de prisão

O Tribunal do Júri Federal condenou nesta sexta-feira o produtor rural e ex-prefeito Antério Mânica no caso do assassinato de três auditores fiscais e do motorista, em 2004, em Unaí (MG).

Baixar arquivo
Saúde

RJ: Casos de dengue aumentam 177% nos cinco primeiros meses deste ano

A capital fluminense concentra a maioria dos registros da doença, mas as regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Economia

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo
Economia

Eletrobras lança oferta de ações em mais um passo para privatização

A Eletrobras apresentou os documentos necessários para realizar a operação, com a qual a estatal espera movimentar mais de R$ 30 bilhões.

Baixar arquivo