São Paulo: Aumenta o número de reclamações por excesso de barulho

Publicado em 24/05/2022 - 23:59 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

As reclamações por excesso de barulho na cidade de São Paulo cresceram 83% entre janeiro e março desse ano comparado com o mesmo período do ano passado.

Segundo a Ouvidoria Geral do Município no primeiro trimestre de 2021 foram registradas 325 queixas e, no mesmo período de 2022, foram 594 protocolos de atendimento para o serviço PSIU.

O aumento das reclamações coincide com a entrada em vigor do decreto da prefeitura que regulamentou a lei municipal de 2016, que determina os limites toleráveis de poluição sonora. O texto original estabelecia uma faixa que variava entre 40 e 60 decibéis. Mas desde a última semana de dezembro, o decreto flexibilizou essa regra e o limite pode chegar a 85 decibéis entre 7h da manhã e 7h da noite nos dias de semana. 85 decibéis é o equivalente a dividir o mesmo ambiente com um liquidificador ligado. Durante a noite, o limite passou a ser de 59 decibéis. O barulho produzido pela carga e descarga de materiais de construção no período noturno não tem mais limites.

A professora Kim Cober mora no mesmo prédio em Pinheiros, na zona oeste da capital paulista, há quase 30 anos. Há dois passou a conviver com a construção de três novos prédios e, apesar das inúmeras reclamações, acha que a situação só fez piorar.

Em nota, a prefeitura de São Paulo atribuiu o aumento de reclamações ao fim das restrições impostas durante a pandemia de coronavírus, já que o primeiro trimestre de 2021 ainda estavam em vigor medidas de isolamento e o primeiro trimestre foi marcado pela retomada das atividades em bares e estabelecimentos comerciais.

No entanto, os registros da Ouvidoria da prefeitura mostram que no primeiro trimestre de 2019, o número de queixas registradas por excesso de barulho foi ainda menor: 323 registros. Em 2020, quando só os últimos dias de março foram marcados por restrições, foram 377 queixas por poluição sonora.

Além do decreto que flexibilizou as regras para atender a construção civil, a Câmara de Vereadores discute um projeto para aumentar também o limite de barulho no entorno de estádios e casas de shows. A proposta é ampliar o limite de 55 para 85 decibéis até as onze da noite.

Edição: Roberto Piza / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

Semana na Câmara terá discussão da PEC que aumenta Auxílio Brasil

Expectativa é que os deputados analisem a PEC que prevê o aumento do Auxílio Brasil, cria o voucher caminhoneiro,um auxílio a taxistas e amplia valor do auxílio gás.

Baixar arquivo
Saúde

DF tem primeiro caso confirmado da varíola dos macacos

Paciente, que não teve a identidade revelada, é um homem na faixa etária de 30 a 39 anos, com histórico de viagem para a Europa.

Baixar arquivo
Geral

Alagoas: já são 50 cidades em situação de emergência devido às chuvas

De acordo com o último balanço divulgado pela Defesa Civil, há 40 mil pessoas desalojadas e desabrigadas, que estão sendo levadas para escolas, ginásios e prédios públicos. 

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: os programas femininos

Com a popularização do rádio nos anos 30, as emissoras precisavam apresentar uma programação mais elaborada e atraente. Surgiram, então, os programas segmentados e, entre eles, os que eram dedicados ao público mais ativo e fiel do rádio, o feminino.

Baixar arquivo
Geral

Cantareira vai a 40% do nível de água e entra em estado de alerta

Sabesp informou que ainda não há risco de desabastecimento. Sistema é composto por seis mananciais que, juntos, estão operando com 54% da capacidade.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas: 40 mil pessoas estão desalojadas ou desabrigadas em Alagoas

As fortes chuvas que caíram em Alagoas a partir da madrugada deste sábado (02) deixaram 40 mil pessoas entre desalojadas e desabrigadas.

Baixar arquivo