Para especialistas, América Latina está despreparada para lidar com desafios pós-pandemia

Para especialistas

Publicado em 17/04/2020 - 18:10 Por Marieta Cazarré - Montevidéu

Acadêmicos apontam que só os países melhor preparados em questões de segurança e defesa vão se sair bem no mundo pós pandemia.

 

A ideia foi defendida pelo professor de relações internacionais Ricardo Caichiolo, em um seminário ao vivo pela internet, realizado nesta sexta-feira pela escola de negócios IBMEC.


O encontro virtual tratou dos impactos da pandemia do novo coronavírus nas relações internacionais e os seus desdobramentos econômicos e políticos no mundo.


Para os palestrantes, a América Latina está despreparada para lidar com os novos desafios de um mundo globalizado, especialmente diante de uma pandemia.


Caichiolo avalia que a Argentina vem lidando bem com a prevenção ao coronavírus. Já o inverso, segundo o professor, acontece no Equador, onde o sistema de saúde e o serviço funerário entraram em colapso. Ele também citou a demora do governo mexicano em tomar medidas contra o coronavírus.


Em relação ao Brasil, o acadêmico defendeu mais agressividade em termos de abertura de mercados no exterior para poder compensar a recessão que se aproxima por causa da pandemia.

Para outro participante, o professor José Niemeyer, o mundo sairá de uma realidade unipolar, com os Estados Unidos como superpotência, para uma nova configuração, que pode ser bipolar, ao lado da China; ou multipolar, com a participação da Rússia.


Já Oswaldo Dehon, professor da escola de negócios em Belo Horizonte, acredita que a política externa não será mais assunto de diplomatas, mas vai envolver defesa e segurança nacional. Ele aponta a China, que depois do crescimento através da economia, vem investindo cada vez mais no setor estratégico-militar.


Para Dehon, as ameaças do passado não serão as que enfrentaremos no futuro. Ele cita as armas biológicas, químicas e bacteriológicas, salientando que os principais atores no contexto da pandemia da Covid-19 não são as Forças Armadas, mas os profissionais da área da saúde.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

MG: mineração impacta na saúde respiratória das pessoas em 22 cidades

Alterações na paisagem geradas pela mineração impactam na saúde respiratória das pessoas em uma das maiores províncias mineradoras do mundo: o Quadrilátero Ferrífero, que engloba 22 municípios de Minas Gerais. A conclusão é do estudo feito pela UFMG.

Baixar arquivo
Política

Câmara aprova projeto de lei que suspende despejo até o fim do ano

A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (18) um projeto de lei (PL) que proíbe o despejo ou a desocupação de imóveis até o fim deste ano. O projeto segue para o Senado.

Baixar arquivo
Geral

Governo lança programa para facilitar transporte de cargas

presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que cria o programa e mais um decreto e duas medidas provisórias com as ações que fazem parte do Gigantes do Asfalto.

Baixar arquivo
Cultura

Perto dos 90 anos, Zuenir Ventura estreia série Depoimentos Cariocas

Vídeos sobre a memória da cidade do Rio de Janeiro, por meio do olhar de quem já contou tantas histórias sobre ela, são o tema da série “Depoimentos Cariocas”.

Baixar arquivo
Saúde

SP: motoristas e cobradores de ônibus começam a ser vacinados

Motoristas e cobradores de ônibus municipais e intermunicipais do estado de São Paulo começaram a ser vacinados nesta terça-feira. Vão receber a vacina as pessoas com mais de 47 anos, e a previsão é imunizar 165 mil trabalhadores.

Baixar arquivo
Saúde

Câmara discute autorização do cultivo da maconha para uso medicinal

Agressão e bate-boca marcaram a discussão na Câmara dos Deputados sobre o projeto de lei que autoriza o cultivo da maconha para fins medicinais e a votação da medida foi adiada.

Baixar arquivo