Governo quer retirar 30 brasileiros da Faixa de Gaza por via terrestre

Publicado em 11/10/2023 - 16:46 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Enquanto o governo federal aguarda a chegada do segundo voo de resgate de brasileiros em território israelense, outra preocupação é retirar, via terrestre, 30 brasileiros na Faixa de Gaza. Segundo o ministro de Relações Exteriores, Mauro Vieira, isso será possível, saindo de Rafah, região que faz fronteira entre a Faixa de Gaza e o Egito. Por isso, destacou que aguarda um posicionamento das autoridades egípcias.

Em mensagem de apelo à ONU, nesta quarta-feira (11), o presidente Lula pediu “união pelo fim do que chama de “a mais grave violação aos direitos humanos no conflito no Oriente Médio”. Lula defendeu que o “Hamas liberte as crianças israelenses que foram sequestradas de suas famílias” e que “Israel cesse o bombardeio para que as crianças palestinas e suas mães deixem a Faixa de Gaza através da fronteira com o Egito”.

O secretário de África e de Oriente Médio do Itamaraty, embaixador Carlos Duarte, informou que ainda não tem informações oficiais sobre a possível existência de brasileiros reféns, conforme divulgado em vídeo oficial de Israel.

Durante conversa com jornalistas, nesta quarta-feira, o embaixador foi perguntado se o governo brasileiro considera o grupo Hamas terrorista. A informação de Carlos Duarte é que o Brasil vai seguir a definição do Conselho de Segurança da ONU, órgão que o Brasil está presidindo, este mês.

De acordo com o Itamaraty, a prioridade do governo do Brasil é com os não residentes, turistas, principalmente idosos, grávidas e crianças. Atualmente a lista de brasileiros a serem repatriados tem mais de 2.700 nomes. No entanto, o diretor do Departamento Consular, ministro Aloysio Gomide Filho, destacou que esse número é muito variável, porque há registros duplicados e também há pessoas que conseguiram embarcar sem mesmo entrarem no documento.

O governo brasileiro criou um plantão para atender brasileiros interessados em sair da região em conflito. O telefone é 61 98260-0610.

Edição: Jacson Segundo/ Renata Batista

Últimas notícias
Saúde

OMS: Vacinas salvaram 154 milhões de vidas em 50 anos

Os esforços globais de imunização têm sido fundamentais, salvando aproximadamente 154 milhões de vidas nos últimos 50 anos, conforme indicado por um estudo conduzido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), revelado recentemente.

Baixar arquivo
Economia

Reforma tributária: Haddad leva texto da regulamentação ao Congresso

O documento tem mais de 300 páginas e 500 artigos com as regras do novo sistema de cobrança de impostos. Ele substitui cinco impostos por dois, um federal e um para estados e municípios.

Baixar arquivo
Política

Congresso Nacional adia análise de vetos presidenciais

A ideia é dar mais tempo para os líderes do governo e da oposição entrarem em acordo para a votação.

Baixar arquivo
Internacional

Presidente de Portugal reconhece culpa pela escravidão no Brasil

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que seu país tem responsabilidade pelos crimes da era colonial, como tráfico de pessoas na África, massacres de indígenas e saques de bens.

Baixar arquivo
Geral

Preso, Chiquinho Brazão fala no Conselho de Ética da Câmara por vídeo

Brazão, acusado de ser um dos mandantes do assassinato da vereadora Marielle Franco, está preso há um mês e é alvo de pedido de cassação apresentado pelo PSOL.

Baixar arquivo
Segurança

CCJ da Câmara aprova lei que permite aos estados decidirem sobre armas

Pelo projeto de lei, os estados poderiam decidir sobre a posse e o porte de armas. Parlamentares favoráveis à proposta acreditam que diferenças estaduais precisam ser respeitadas. Já os contrários, afirmam que regras sobre armas devem ser definidas por uma lei nacional. Base do governo aponta inconstitucionalidade da medida.

Baixar arquivo