TRF1 determina que PM supostamente vítima do acidente com Césio-137 faça nova perícia

Césio-137

Publicado em 15/11/2019 - 17:01 Por Victor Ribeiro - Brasília

A Primeira Turma do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, sediado em Brasília, anulou a sentença que impedia uma policial militar de receber pensão especial como vítima do acidente radioativo ocorrido com Césio-137, na cidade de Goiânia, no ano de 1987. Foi o pior acidente nuclear já registrado no país.


Uma lei de 1996 garante a concessão de pensão especial às vítimas. Para ter esse direito, é preciso comprovar que a pessoa teve contato direto com a substância radioativa ou que se enquadra nos percentuais de contaminação. Ou, ainda, que a vítima teve sequelas tão graves, que não consegue trabalhar ou estudar.


Tudo isso deve ser comprovado por exames feitos por uma junta médica oficial, com supervisão do Ministério Público Federal.


No caso julgado pelo TRF-1, a policial afirmou ter sido designada para fazer o isolamento dos locais contaminados pelo Césio-137 sem qualquer equipamento de proteção. Por isso, teve contato direto com o acidente.


A perícia feita pela junta médica administrativa sugeriu negar o pedido de pensão especial. Mas o desembargador Wilson Alves de Souza, que foi o relator da ação, avaliou que seria melhor fazer novos exames.


Para o magistrado, a perícia foi produzida unilateralmente, e isso pode ter prejudicado a garantia constitucional e da ampla defesa e do contraditório. Por isso, determinou que o processo volte à fase inicial, para que a policial militar possa fazer uma nova perícia médica.

Últimas notícias
Pesquisa e Inovação

Fiocruz celebra 122 anos com histórias de sucesso e projetos de futuro

Em 122 anos a fundação cresceu e está presente em todas as cinco regiões do Brasil, com núcleos em dez estados, além do Distrito Federal e ainda tem parcerias com instituições científicas de 50 países.

Baixar arquivo
Saúde

Amazonas: Oftalmologia Humanitária realizará cirurgias e doará óculos

Os moradores dos municípios de Barcelos, Santa Isabel e Novo Airão, no Amazonas vão receber atendimentos oftalmológicos de graça a partir deste domingo até o dia 7 de junho.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

ONU pede investigação "célere e completa" sobre morte em ação da PRF

Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, morreu depois de ser colocado por agentes da PRF dentro de uma viatura de onde saía muita fumaça. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar a causa da morte como asfixia..

Baixar arquivo
Geral

Ao menos 33 pessoas morrem por causa das chuvas em Pernambuco

Uma única ocorrência neste sábado causou 19 óbitos: um deslizamento de barreira em uma comunidade na zona sul do Recife.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Dia da Dignidade Menstrual alerta para falta de acesso a itens básicos

Este sábado (28) é o Dia Internacional da Dignidade Menstrual, data que chama a atenção para a urgência de se garantir o acesso a itens de higiene, infraestrutura adequada e informação.

Baixar arquivo
Economia

Por liminar, justiça suspende demissões na Caoa Chery em Jacarei - SP

Segundo decisão da justiça do trabalho as dispensas coletivas precisam de prévia negociação considerando o impacto social que causam. A empresa tem prazo de cinco dias para o cumprimento da medida sob pena de multa de R$ 50 mil por dia. 

Baixar arquivo