Eleições: por que o Brasil não equilibra gêneros nos espaços de poder?

Para professora da UnB, falta respeito à legislação

Publicado em segunda-feira, 14 Setembro, 2020 - 09:24 Por Mariana Jungman - Brasília

Elas são mais da metade do eleitorado brasileiro e mais de 45% das pessoas filiadas a partidos políticos.Mesmo assim, somente nas eleições de 2018 o Brasil conseguiu atingir um percentual de 15% de mulheres ocupando cadeiras no congresso nacional. Mas, se elas demonstram interesse por política, por que o Brasil não consegue equilibrar os gêneros nos espaços de poder? A professora de ciência política da universidade de brasília, Flávia Biroli, explica.

Para tentar corrigir essas distorções, desde 2014 vêm sendo aprovadas normas que buscam estimular a inserção feminina nos cargos eletivos. Essas medidas prevêem que os partidos devem preencher 30% das vagas com candidaturas de mulheres e reservar pelo menos 5% dos recursos do fundo eleitoral para as campanhas delas. Mesmo assim, ainda há resistência, na prática, em dar espaço para as candidatas.

Na última eleição, dos 24 candidatos em todo o país que não receberam nenhum voto sequer, 21 eram mulheres – o que denota, para o TSE, que os partidos têm usado candidatas laranjas, que não recebem nenhum aporte financeiro na campanha, para cumprir as cotas. Para a professora Flávia Biroli, o que falta não é estímulo para as mulheres, mas respeito com a legislação.

No fim de agosto, o Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos lançou uma campanha para incentivar a participação de mulheres na política. E o objetivo é que pelo menos uma vereadora seja eleita em cada um dos mais de 5,5 mil municípios do país agora em 2020.

Edição: Adrielen Alves

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo